publicidade
04/07/20
Foto: Santa Cruz/Divulgação
Foto: Santa Cruz/Divulgação

Chiquinho valoriza concorrência interna por vaga entre os titulares do Santa Cruz

04 / jul
Publicado por Klisman Gama em Notícias às 9:48

Vivendo a expectativa para o retorno dos jogos, mesmo com toda a indefinição sobre as datas do Campeonato Pernambucano e Copa do Nordeste, o Santa Cruz tem intensificado a sua preparação. O Tricolor quer estar o mais perto possível dos 100% e, a cada trabalho, a disputa interna por uma vaga no time titular só acirra. Trabalhando com o elenco completo, os jogadores que ainda não se firmaram entre os 11 iniciais querem demonstrar trabalho para estarem por lá nesta retomada.

LEIA MAIS

>> Familiares do técnico do Santa Cruz testam positivo para a covid-19

>> Jogadores calibram o pé e bola parada promete ser uma das armas do Santa Cruz na volta dos jogos

>> Santa Cruz aumenta carga de treinos, mas segue atento para evitar lesões

>> Prefeito de Salvador confirma conversas adiantadas para sediar Copa do Nordeste

>> Diretor da Liga é favorável ao retorno da Copa do Nordeste antes dos estaduais

“Acho que os grupos são feitos de 30 jogadores e aqui também. Todos buscando espaço e respeitando os companheiros de posição. Sabemos que Santa fez um elenco forte para disputar a Série C, Estadual. É buscar estar um passo à frente dos companheiros para estar sempre buscando a titularidade e fazer bons jogos para ajudar o Santa Cruz”, comentou o ponta-esquerda Chiquinho.

Chiquinho é um dos reforços mais experientes trazidos pelo Santa Cruz para a temporada. Aos 30 anos, ele defendeu o Vitória em 2019 e já rodou por outros grandes clubes do país, como Flamengo e Santos. Ele atuou nas últimas três partidas do Tricolor antes da paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus. Apesar de ter perdido o ritmo que estava pegando com a sequência, ele destacou a importância de voltar a realizar os trabalhos em campo com o grupo e assim estar apto para atuar.

“Sabemos que ficamos um longo tempo parados em casa por conta da pandemia. Em alguns pontos tivemos contato com preparador que passou trabalho pra gente. O retorno tem um pouco mais dificuldade, porque estar treinando em casa é totalmente diferente dos treinos de campo na parte física, do que os treinos no dia a dia. Minha preocupação na parte física é esta melhor cada dia, buscando dar meu melhor nos treinamentos para quando começar os campeonatos, estar bem para ajudar”, finalizou.


FECHAR