publicidade
04/06/20
Érica Sena é a melhor marchadora do País e está classificada para os Jogos de Tóquio - FOTO: GABRIELA MÁXIMA/ESPECIAL PARA O JC
Érica Sena é a melhor marchadora do País e está classificada para os Jogos de Tóquio - FOTO: GABRIELA MÁXIMA/ESPECIAL PARA O JC

Atletas pernambucanas opinam sobre realização dos Jogos Olímpicos em 2021

04 / jun
Publicado por Gabriela Máxima em Notícias às 8:42

As pernambucanas Érica Sena e Priscila Oliveira interromperam a sequência de treinos visando aos Jogos Olímpicos em março por conta da pandemia do novo coronavírus. Quase três meses depois de observar a suspensão de eventos esportivos e o adiamentos de Tóquio-2020 para 2021, as atletas acreditam que a retomada das atividades acontecerá em breve e que a edição da Olimpíada será mantida para junho do próximo ano. O Comitê Olímpico Internacional admitiu em maio a possibilidade cancelamento se pandemia da covid-19 não estiver controlada.

Melhor marchadora do Brasil, Érica Sena já estava classificada para os Jogos desde abril de 2019, quando estabeleceu o índice classificatório. Ela se preparava para buscar um lugar do pódio no maior evento esportivo do mundo. Ela disse que está confiante na manutenção dos Jogos. “Na minha opinião eu acredito sim, ainda temos muito tempo para que toda essa situação mude. Ainda temos metade do ano para encontrar uma solução e a outra metade para se preparar”, comentou Érica, que completou. “Eu tento ser positiva, nem passa pela minha cabeça a possibilidade de não ter”, concluiu.

>> Vice do COI fala sobre cancelamento dos Jogos e cita Brasil como péssimo exemplo

>> COI admite cancelar Jogos Olímpicos se coronavírus não tiver controlado em 2021

A pentatleta Priscila Oliveira compartilha a opinião da conterrânea. Antes da pandemia, a pernambucana tinha o calendário organizando para participar de uma série de competições na Europa, o que a ajudaria na busca pela vaga olímpica.

Ela também está convicta na realização da Olimpíada em 2021. “Acredito que o cenário vai voltar a normalidade, apesar das diversas mudanças e os Jogos vão acontecer ano que vem. Não passa na minha cabeça a possibilidade de não acontecer”, observou.


FECHAR