publicidade
03/06/20
Gilmar Dal Pozzo explicou como ele imagina um encaixe com os três jogadores. Foto: Léo Lemos / Náutico
Gilmar Dal Pozzo explicou como ele imagina um encaixe com os três jogadores. Foto: Léo Lemos / Náutico

Treinador do Náutico diz que é possível usar trio formado por Erick, Kieza e Thiago

03 / jun
Publicado por Klisman Gama em Náutico às 19:46

Com a chegada de reforços, como o atacante Thiago, que voltou ao Náutico por empréstimo vindo do Flamengo, além de uma renovação encaminhada do ponta Erick, a torcida do Náutico começa a imaginar possíveis formações para o setor ofensivo do Timbu. Um trio formado por esses dois atacantes, formados na base do Náutico, ao lado do centroavante Kieza, é uma das formatações possíveis e que oferece um grande poder de fogo à equipe. Para o técnico Gilmar Dal Pozzo, é uma formação possível de ser utilizada.

LEIA MAIS

>> Náutico avança em negociações e está perto de renovar empréstimo de Erick

>> Sport sobe no ranking digital graças ao TikTok; Náutico e Santa Cruz ficam estáveis

>> Zagueiro está próximo de voltar aos treinos e DM do Náutico vai se ‘esvaziando’

>> Matheus Carvalho será operado e Náutico não conta com o atleta para 2020

>> Presidente da FPF prevê data do retorno do Campeonato Pernambucano

“É um ataque que tranquilamente pode jogar. Mas vai muito do desempenho dos atletas no dia a dia. Creio que não vai ter problema de adaptação em qualquer sistema, são jogadores que tem qualidade. E se for assim e der certo, dentro de uma ideia de jogo eles produzirem o suficiente para serem titulares e ajudar a equipe, eles vão ser tranquilamente”, comentou o comandante alvirrubro em entrevista à Live do Torcedor, no perfil do Blog do Torcedor no Instagram.

Encaixe de Erick e Thiago

Mas um outro questionamento que chega com isso, é o fato de Erick e Thiago serem, de origem, ponta-direita. Ambos tem características semelhantes de jogar por aquele lado, cortando para o meio e buscando a finalização ou o passe em direção à área, ou para o atleta que infiltra no espaço aberto na lateral. Para jogarem juntos, um precisará cair mais pelo lado esquerdo, levando a bola em direção à linha de fundo, ou fazendo a diagonal para a meta adversária. Só que, para Dal Pozzo, pela qualidade de ambos, é bastante possível de formar esse encaixe.

“Dá para usar tranquilamente. Se um jogar pelo lado direito, o outro vai do lado esquerdo, colocamos um centroavante e, com a formação no meio, fazemos um losango com o Jean, Jhonnatan e mais um volante, ou mais um volante e centralizar o meia que seria o Jean Carlos. E com a vinda do Thiago teríamos mais opções, com a vinda do Dadá também. Principalmente na jogada individual, um contra um, que tem esse desequilíbrio. Gosto muito da característica desses jogadores. E com a vinda deles me dá duas opções a mais (pelos lados) e com o Júnior (Brítez) também”, encerrou.


FECHAR