publicidade
29/05/20
Magrão conseguiu a liminar favorável na justiça. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Magrão conseguiu a liminar favorável na justiça. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Liminar de Magrão é aceita pela justiça e suspensão de repactuação adquirida pelo Sport é anulada

29 / maio
Publicado por Lucas Holanda em Notícias às 15:12

A história do Sport e o goleiro Magrão ganhou mais um capítulo fora dos gramados. Anteriormente, o Sport havia conseguido uma suspensão das parcelas da dívida com o ídolo rubro-negro durante a pandemia do novo coronavírus. No entanto, Magrão recorreu dessa decisão e, na noite dessa quinta-feira, sua liminar foi aceita pelo Desembargador Jose Luciano Aleixo da Silva, do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região. Essa decisão cabe recurso. Confira a decisão do Magistrado.

“Defiro a liminar requerida, determinando seja sustada a decisão que determinou a suspensão processo até 90 dias após o reinício das atividades esportivas, bem como o restabelecimento dos termos do acordo judicial renegociado entre as partes e homologado em juízo, concedendo prazo de 15 dias, contados da licitação do litisconsorte passivo, para o pagamento da parcela cujo vencimento havia sido ajustado para 15/05/2020, no importe de 50% do valor devido, ou seja, R$ 21.306,50, sendo prorrogado o vencimento do saldo para o dia 15/05/2023, conforme renegociação homologada, sob pena de aplicação de multa de 100% do valor da parcela porventura inadimplida”.

Na semana passada, o Sport tentou fazer um acordo amigável com o goleiro Magrão, mas não foi possível. Daí, o clube buscou suspender o pagamento ao ídolo, destacando que não havia receita por conta da covid-19, retornando a pagar ao ex-jogador 90 dias após o retorno do futebol – que ainda não tem previsão de retorno aqui no Brasil, mesmo com alguns clubes treinando. Na noite dessa quinta-feira, em entrevista ao Canal do Nicola, Magrão disse que algumas pessoas estão se aproveitando do momento da pandemia do novo coronavírus para fazer ‘safadeza’.

LEIA MAIS

Sport divulga detalhe do novo segundo padrão em parceira com a Umbro

Magrão desabafa: “Algumas pessoas usam a pandemia, as dificuldades, para fazer safadeza”

“Infelizmente uma volta nos próximos dias é inviável”, diz técnico do Sport

OUTRO LADO

Por meio de nota enviada à reportagem do Jornal do Commercio, o vice-presidente jurídico do Sport, Manuel Veloso, disse que o Sport ficou triste quando soube da notícia e também comentou a declaração dada por Magrão ao Canal do Nicola, onde diz que alguns estão usando de ‘safadeza’ para não pagar a ele.

“Quando soubemos da notícia ficamos tristes, pois achávamos que a não concordância em suspender os pagamentos nesse momento de crise mundial havia sido uma decisão unilateral de seu advogado e não do nosso ídolo Magrão. Mas após a deselegância do Sr. Alessandro, que ontem ofendeu a nós (que estamos tentando gerir uma crise financeira sem precedentes no clube) com palavras ofensivas e desnecessárias, tivemos certeza que a decisão partiu dele. Uma pena, apenas direi isso, melhor preservar a imagem do ídolo Magrão que o Sr. Alessandro Beti Rosa insiste em manchar”, disse Manuel Veloso.

 


FECHAR