publicidade
07/04/20
Jean Carlos renovou com o Náutico até o final de 2022. Foto: Caio Falcão/CNC
Jean Carlos renovou com o Náutico até o final de 2022. Foto: Caio Falcão/CNC

Com contratos longos, diretoria do Náutico segura destaques do elenco

07 / abr
Publicado por Fernando Castro em Náutico às 8:23

Na terceira temporada à frente do clube, a atual gestão do Náutico tem apostado em contratos longos com alguns jogadores para criar uma identidade a médio e longo prazo no time. Do atual elenco profissional, 11 atletas têm vínculos com o clube pelo menos até o final do próximo ano. Em meio à pandemia do novo coronavírus, depois de receber várias sondagens de clubes do país, o meia Jean Carlos, que já tinha contrato até o final de 2021, renovou por mais um ano.

“A gente acredita que a manutenção do elenco é importante, principalmente de atletas que têm identificação com o clube e que trazem características que a gente precisa. E quando temos isso muito claro a gente visa dar continuidade a esses atletas. A gente acredita que essa gangorra e esse entra e sai de atleta não é preponderante para ter um bom resultado dentro de campo”, explicou o executivo de futebol Ítalo Rodrigues, em entrevista ao repórter Antônio Gabriel, da Rádio Jornal.

Os atletas com contratos mais longos com o Náutico obedecem a alguns critérios. Para negociar um vínculo mais longo, a diretoria precisa ter uma convicção a mais nos jogadores. De uma maneira geral, por exemplo, para passar mais tempo no clube, os jogadores precisam estar ambientados e com algum tipo de identificação. O executivo de futebol alvirrubro defende ainda que contratos mais longos também evita mais gastos com contratações.

“A gente já tem o planejamento financeiro em cima de valores que não precisam renegociar para ter a continuidade, porque quando a gente tem a convicção no atleta e acredita que ele vai bem, se a gente faz um contrato mais curto acaba gastando mais para ele se manter no clube. Tudo isso passa pelo planejamento para que a gente consiga manter essa base, com atletas identificados e que já conhecem toda a linha de trabalho”, comentou Ítalo Rodrigues.

LEIA MAIS

>Jean Carlos comemora renovação com o Náutico e almeja novas conquistas

>Diógenes Braga detalha perfil de jogador que o Náutico quer contratar

>Goleiro Jefferson destaca união do Náutico para superar momento sem competições

ATIVOS

Além de criar uma identidade a médio e longo prazo no time, a diretoria do Náutico enxerga que fazendo contratos longos com os jogadores o clube passa a ter ativos e se proteger mais das investidas no mercado. Dessa maneira, o time pode ser recompensado financeiramente caso algum vínculo seja desfeito. O meia Jean Carlos e o lateral-direito Hereda, por exemplo, costumam receber muitas sondagens de outras equipes.

“Quando o planejamento está claro para a gente fica muito mais simples de gerir o clube. Jogadores com contratos mais longos também se tornam ativos do clube. Todos esses atletas que têm um contrato mais longo é porque a gente acredita que tem perfis que podem ser negociados e que são ativos para o clube de uma forma ou de outra”, destacou o executivo de futebol do Náutico.

CONTRATOS LONGOS

Até o final de 2022: Jean Carlos, Hereda, Wagninho e Bruno*

Até o final de 2021: Kieza, Ronaldo Alves, Jhonnatan, Camutanga, Bryan, Erick Daltro, Djavan e Salatiel

*está emprestado ao Gil Vicente até junho deste ano


FECHAR