publicidade
06/04/20
Feliphe Gabriel atuou em três partidas improvisado na lateral esquerda Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Feliphe Gabriel atuou em três partidas improvisado na lateral esquerda Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Dos 17 jogos na temporada, técnico do Santa Cruz teve de improvisar na lateral esquerda em sete partidas

06 / abr
Publicado por Filipe Farias em Notícias às 16:12

Por mais que o time do Santa Cruz tenha se encaixado, ao longo do início da temporada, o técnico Itamar Schulle deixou claro para a imprensa que o elenco tricolor ainda carecia de algumas peças para o decorrer do ano. Tem posições, por exemplo, que o comandante coral conta apenas com um jogador. É o caso da lateral esquerda, que só tem Fabiano para atuar no setor. Por mais que o rodado Chiquinho, de 30 anos, tenha sido contratado, ele chegou para atuar numa linha mais avançada, como ponta, e não propriamente para disputar posição na lateral.

Com isso, nas ausências de Fabiano, Itamar Schulle teve de quebrar a cabeça para improvisar no setor. Em 17 partidas disputadas pelo Santa Cruz em 2020, em sete delas o treinador coral teve de colocar um jogador fora de posição para atuar na lateral esquerda: em três delas utilizou o lateral-direito Júnior (ABC, Náutico e Botafogo-PB, duas pela Copa do Nordeste e o clássico pelo Estadual); outras três improvisou o zagueiro Feliphe Gabriel (Petrolina, Retrô e Vitória, todas pelo Pernambucano); e outra o também zagueiro Célio Santos, ante o Freipaulistano, pelo Nordestão.

“No meu segundo jogo pelo Santa Cruz (Freipaulistano), o professor me deu a oportunidade de jogar na lateral (esquerda), que eu já tinha atuado antes (na Tailândia). A minha preocupação maior era se aguentaria os 90 minutos, porque na lateral exige mais da parte física. Estava bem, aguentando a partida, até que dei um pique a mais e senti o adutor da coxa”, contou Célio Santos, que na ocasião substituiu Fabiano que estava se recuperando de uma lesão no tornozelo direito.

LEIA MAIS:

Zagueiro do Santa Cruz fala de experiência de ter atuado em nove países diferentes e, na folga, tem como hobby ser DJ

Jogadores relatam regras rígidas em outros países no combate ao coronavírus: ‘Quem descumprir, o Rei manda prender’

Feliz no Al Wehda, Anselmo não descarta voltar ao Sport no futuro: ‘É um clube que admiro’

Atacante valoriza sequência de jogos no Santa Cruz no primeiro ano como profissional

Atacante do Santa Cruz elogia Itamar Schulle: ‘Muito dedicado’

Centroavante exalta Pipico e quer firmar parceria no ataque do Santa Cruz

Memória: Há 10 anos, Santa Cruz batia o Botafogo no RJ pela Copa do Brasil; Ouça os gols na voz de Yatta Júnior

Apesar de o futebol está paralisado por conta da pandemia do coronavírus, a diretoria do Santa Cruz sabe que precisa reforçar o setor esquerdo do time para a continuidade da temporada e, principalmente, para a disputa da Série C, que é o principal objetivo do Tricolor do Arruda no ano: o acesso. “Temos um elenco que dá pra chegar sim (ao acesso). Claro que precisamos de algumas peças para reforçar, como todos já sabem. Mas, se Deus quiser, chegando essas peças importantes, conseguiremos esse acesso à Série B ao final do ano”, comentou Célio.

ATLETAS QUE ATURAM NA LATERAL ESQUERDA:

Santa Cruz 3×0 Petrolina – (Feliphe Gabriel)

Retrô 1×2 Santa Cruz – (Feliphe Gabriel)

Santa Cruz 0x0 Bahia – (Fabiano)

CRB 1×0 Santa Cruz – (Fabiano)

Santa Cruz 1×0 Vitória – (Feliphe Gabriel)

Operário 0x0 Santa Cruz – (Fabiano)

Fortaleza 3×0 Santa Cruz – (Fabiano)

Santa Cruz 2×1 Salgueiro – (Fabiano)

Santa Cruz 1×0 ABC – (Júnior)

Central 0x0 Santa Cruz – (Fabiano)

Afogados 0x2 Santa Cruz – (Fabiano)

Santa Cruz 3×1 Freipaulistano – (Célio Santos)

Santa Cruz 2×0 Náutico – (Júnior)

Atlético-GO 1 (4×3) 1 Santa Cruz – (Fabiano)

Sport 1×0 Santa Cruz – (Fabiano)

Santa Cruz 3×0 Botafogo-PB – (Júnior)

Santa Cruz Cruz 2×1 Decisão – (Fabiano)

 

 


FECHAR