publicidade
02/04/20
"Todos nós gostaríamos de ter futebol amanhã, mas infelizmente isso não é possível", disse Infantino. Foto: FADEL SENNA / AFP

Infantino diz não saber quando o futebol poderá ser retomado

02 / abr
Publicado por Fernando Castro em Náutico às 17:42

AFP – O presidente da Fifa, Gianni Infantino, admitiu nesta quinta-feira que ninguém pode determinar hoje quando o futebol poderá ser retomado devido à pandemia de coronavírus.

“Todos nós gostaríamos de ter futebol amanhã, mas infelizmente isso não é possível e ninguém no mundo de hoje sabe quando poderemos jogar como antes”, disse o chefe da Fifa.

Em uma teleconferência durante o 72° Congresso da Conmebol, Infantino falou sobre a crise global da saúde devido ao coronavírus que forçou a suspensão de torneios de futebol em quase todo o mundo.

LEIA MAIS

> “Solicitamos à CBF uma ajuda de 75 mil reais durante três meses”, diz presidente do Afogados

> Daniel Carvalho vende camisas de clubes para comprar cestas básicas e ajudar famílias necessitadas

> Barcelona marca amistoso beneficente em uma das cidades mais afetadas pelo coronavírus

“Se o futebol pode dar uma lição de vida, é essa. Na Fifa, colocamos a saúde em primeiro lugar”, enfatizou o dirigente, que alertou que a situação “vai nos afetar”.

“Nosso mundo e nosso esporte serão diferentes quando voltarmos ao normal. Temos que garantir que o futebol sobreviva e que possa prosperar mais uma vez”, observou ele.

Em sua mensagem, Infantino disse que estes “são tempos de respeito por quem sofre e por quem ajuda. Pela primeira vez, o futebol não é a coisa mais importante. A saúde vem primeiro e deve continuar sendo até que esta doença seja derrotada”, observou ele durante uma teleconferência no Congresso da Conmebol, que foi realizada em sua sede em Assunção.

PODCAST

Veja mais notícias do futebol internacional no podcast Liga do Escrete da Rádio Jornal. No episódio desta semana, a lista dos maiores técnicos do século XXI, quem é melhor Zidane ou Iniesta, além da retrospectiva da campanha da seleção brasileira na Copa do Mundo de 2006. Ah, na trilha sonora…Pink Floyd!


FECHAR