publicidade
31/03/20
Zagueiro ressaltou desejo de subir com o Santa Cruz. Foto: Jota Santana/Santa Cruz
Zagueiro ressaltou desejo de subir com o Santa Cruz. Foto: Jota Santana/Santa Cruz

William Alves diz não ter recebido propostas e destaca: ‘Minha cabeça está no Santa Cruz’

31 / mar
Publicado por Lucas Holanda em Notícias às 8:12

Mesmo com a paralisação no futebol causada pela pandemia do novo coronavírus, alguns clubes seguem se movimentando no mercado da bola. O Brasil de Pelotas, por exemplo, antes de acertar com o treinador Hemerson Maria, chegou a sondar o técnico do Santa Cruz, Itamar Schulle, mas o comandante coral agradeceu firme o projeto e seguiu no comando do tricolor. Em entrevista ao repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal, o zagueiro do Santa, William Alves, afirmou que não recebeu nenhuma proposta durante o período de paralisação e que o foco dele está no clube pernambucano.

Sobre propostas, eu não recebi nenhuma, mas acho que o mercado está bem parado em relação a isso, só alguns clubes mais pontuais como o Brasil de Pelotas, por exemplo, que estava sem treinador e precisava resolver isso. Mas a minha cabeça está só aqui no Santa Cruz. Quero voltar com esse clube para uma Série B. A gente vinha fazendo um bom ano e tem condições de retomar”, comentou o defensor coral.

LEIA MAIS

Zagueiro do Santa Cruz entende provável redução salarial nesse período de pandemia do coronavírus

Ídolos do futebol pernambucano alertam torcedores para seguirem em casa para combater o coronavírus

Depois de recusa de Itamar Schulle, diretoria do Brasil-RS acerta com Hemerson Maria

ACESSO É O OBJETIVO

O zagueiro William Alves também reforçou que o maior objetivo do Santa Cruz é voltar à Série B do Campeonato Brasileiro. Já são dois anos seguidos com o Tricolor amargando a Série C, onde nem para o mata-mata da competição conseguiu se classificar em 2019. “Não só eu que tenho esse desejo, mas outros jogadores que chegaram esse ano com o discurso de reconstrução do clube. O próprio treinador, é um cara que tem comprado essa briga com a gente e a gente tem acreditado nele e no clube. E a gente espera terminar o ano com o acesso. Vai ser um ano difícil e de muita luta, mas a gente espera comemorar esse acesso no fim do ano depois de toda essa luta. O momento é de pensar no Santa Cruz. Espero que o clube possa manter todos os jogadores que já estavam aqui para que a gente possa trilhar esse caminho e, se Deus quiser, comemorar esse acesso no fim do ano”, finalizou o zagueiro coral.


FECHAR