publicidade
26/02/20
Afogados receberá o Atlético-MG pela Copa do Brasil. Foto: João Victor Amorim/ Rádio Jornal
Afogados receberá o Atlético-MG pela Copa do Brasil. Foto: João Victor Amorim/ Rádio Jornal

“Somos livres atiradores”, diz treinador do Afogados sobre duelo com Atlético-MG

26 / fev
Publicado por Gabriela Máxima em Notícias às 11:54

O Afogados enfrentará o Atlético-MG nesta Quarta-feira de Cinzas pela Copa do Brasil, no duelo mais importante da história do clube do Sertão de Pernambuco. Para o treinador da Coruja, Pedro Manta, o Galo é um gigante do futebol brasileiro e aporta no Estado como favorito. O time anfitrião poderá se aproveitar o fator casa e do apoio da torcida para buscar o triunfo. O jogo será no estádio Vianão, em Afogados da Ingazeira, às 21h30.

“Este é um jogo desafiante para o nosso grupo. Cidade, comissão técnica e jogadores vivem esse clima. O rival é um gigante e favorito. Podemos surpreender, mas sabemos o poderio do Atlético-MG. Tem uma bola parada forte, detectamos isso no nosso trabalho. O Afogados é um clube novo. Somos livres atiradores. Não temos obrigação de ganhar, mas temos que ter postura e inteligência no futebol”, comentou o treinador, que destacou o apoio da torcida. “Estamos jogando em casa, com o apoio do torcedor. Não temos nada a perder”, pontuou.

LEIA MAIS

>> Na Copa do Brasil, Afogados encara Atlético-MG em jogo mais importante da história

>> Veja onde assistir a Afogados x Atlético-MG 

COTAS

O jogo desta quarta-feira vale a classificação para a terceira fase da Copa do Brasil, mais o valor da cota de R$ 1.5 milhão. Sobre o dinheiro, o treinador Pedro Manta disse que a premiação será consequência do futebol apresentado em campo. “Tem que jogar o jogo primeiro. Não estou jogando contra qualquer um. O orçamento do Atlético-MG é muito mais elevado. 10% de um salário deles paga a nossa folha. Esta é uma oportunidade única. Vamos se doar muito. Mas vamos pensar de forma prática. De forma compacta. O grupo está muito seguro, cascudo. Entende tudo isso. A motivação está dentro do jogo”, concluiu.

 

 


FECHAR