publicidade
21/02/20
Foto: João Victor Amorim/ Rádio Jornal
Foto: João Victor Amorim/ Rádio Jornal

Victor Rangel comenta estreia e projeta quando vai estar no condicionamento ideal

21 / fev
Publicado por Lucas Holanda em Notícias às 15:07

Elogiado pelo técnico Itamar Schulle após estrear com a camisa do Santa Cruz, o atacante Victor Rangel também aproveitou para comentar sobre o primeiro jogo pelo Tricolor. Para ele, a partida foi positiva, mesmo não estando 100% fisicamente. Vale lembrar que, por pouco, o camisa 7 não marcou. Isso porque ele teve duas ótimas oportunidades, mas acabou parando nas mãos do goleiro do Afogados Wallef, que fez ótimas intervenções.

“Primeiramente eu fico feliz em poder estrear. Já vinha há algum tempo sem jogar e não tinha feito pré temporada, mas desde que cheguei o pessoal da preparação física fez um grande trabalho e eu me senti muito bem durante o jogo. No dia a dia, a gente vai ganhando entrosamento com os companheiros pela sequência dos jogos. Treinei pouco com o elenco todo junto, então acredito que foi um bom resultado. Um jogo muito difícil de jogar e um adversário que sabe jogar em seus domínios. Então tenho certeza que, quem for lá, vai passar um pouco de aperto. Mas estou muito contente com a estreia e com a vitória, que é o mais importante”, detalhou.

LEIA MAIS

Fisiologista do Santa Cruz detalha trabalho para manter elenco livre de lesões

Cocaína e objetos utilizados como armas são apreendidos na operação da Polícia Civil na Inferno Coral e Torcida Jovem

Polícia Civil cumpre mandados de busca e apreensão nas sedes da Inferno Coral e Torcida Jovem

CONDICIONAMENTO FÍSICO IDEAL

Como foi apenas a primeira partida de Victor Rangel com a camisa do Santa Cruz, naturalmente o atacante não está no condicionamento físico ideal. Entretanto, de acordo com ele, isso vai sendo aprimorado no decorrer das partidas. “Eu acredito que, com a sequência de jogos, a gente vai melhorando o condicionamento físico. Também pela sequência, às vezes a gente não consegue ter uma carga alta de treinamentos. Então tem que ser sempre moderado para a gente poder chegar os jogos descansados e render ao máximo. Mas essa parada de praticamente uma semana na diferença de um jogo para o outro, é essencial para a gente recuperar e evoluir no condicionamento físico para, o mais rápido possível, estar no melhor da performance física”, comentou.

“Acredito que em três ou quatro jogos já estarei no (condicionamento) ideal. É o que acredito, mas o quanto antes quero estar na melhor forma possível. Até no intervalo do jogo o professor perguntou se eu aguentava mais 15 minutos, e eu falei que estava me sentindo muito bem. Acho que saí com 40, 42 minutos, e praticamente suportei quase todo o jogo. Então já me sinto numa condição muito boa e eu quero muito evoluir tanto fisicamente, tecnicamente, taticamente, para que eu possa estar na melhor condição para ajudar meus companheiros”, explicou o atacante.


FECHAR