publicidade
21/02/20
Foto: Instagram/Reprodução
Foto: Instagram/Reprodução

Com camisa 24, Alan Ruschel, da Chapecoense, reforça luta contra homofobia no futebol

21 / fev
Publicado por Luana Ponsoni em Futebol nacional às 15:29

Desde a última terça-feira (18), a Chapecoense anunciou que o lateral-esquerdo Alan Ruschel passaria a atuar com o número 24. O lateral-esquerdo representa a Chapecoense no apoio à campanha nacional “Pede a 24”, da Revista Corner. O objetivo é desconstruir o tabu vinculado ao número no futebol, sempre ligado aos homossexuais de forma pejorativa. A causa é apoiada também por clubes como Bahia, Corinthians e Fluminense por meio da hashtag #NúmeroDoRespeito.

LEIA MAIS

Depois de anunciar aposentadoria, Neto será dirigente na Chapecoense

Chapecoense é rebaixada pela primeira vez no Brasileirão

Sobreviventes da tragédia da Chapecoense tentam voltar à vida normal

A atitude de pedir a 24 foi uma iniciativa do capitão da equipe, Alan Ruschel, que estreou com o novo número no último dia 19, na primeira partida da Chape na Copa do Brasil. Ele usará a numeração até o fim da temporada. A camisa 24 trouxe sorte para o time catarinense, que, apesar da situação complicada no Campeonato Catarinense – é o lanterna, com 3 pontos, – conquistou a vitória diante do Boavista. Avançou à segunda fase depois de fazer 2×0 na equipe carioca.

CONTRA O PRECONCEITO

“Não é nossa cor, nossos gostos e crenças que nos definem. O que nos define são nossas atitudes e nosso caráter. Preconceito não pode existir, não apenas no futebol, mas em toda sociedade. Essa luta não é apenas minha, é de todos nós! #VamosChape #PedeA24”, escreveu Alan Ruschel sobre a campanha.

 


FECHAR