publicidade
20/02/20
Barcia está recuperado do desconforto no tornozelo. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Barcia está recuperado do desconforto no tornozelo. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Barcia avalia primeiros dias de treino sob o comando de Daniel Paulista no Sport

20 / fev
Publicado por Gabriela Máxima em Notícias às 9:30

O atacante do Sport Leandro Barcia revelou que os primeiros dias de trabalho sob o comando do treinador Daniel Paulista têm sido bastante positivos para o elenco. O atleta rubro-negro disse que os treinos estão mais intensos e que a proposta é repetir a estratégia no próximo compromisso do Leão, que será pela Copa do Nordeste, no próximo sábado, diante do América de Natal, na Arena das Dunas.

“A gente recebeu muito bem Daniel (Paulista), treinador que está pedindo muita intensidade nos treinos para depois implementar no jogo. A expectativa do jogo do sábado é que a gente vai com a mentalidade para ganhar. Não tem muito mais que isso para falar porque só treinei três dias com ele”, falou o uruguaio, que também comentou sobre o rodízio antes implementado por Guto Ferreira e encerrado por Daniel.

“Rodízio é uma decisão do treinador, que opta por colocar um jogador em um jogo e outro jogador em outra partida. Acho que é bom porque dá oportunidade, mas se o time jogar todo jogo também é bom porque pega confiança, pega ritmo. A verdade é que se a gente ganha vão falar que estamos bem e se a gente perde vão falar que estamos mal. A nossa mentalidade é voltar a ganhar um jogo, voltar a zona de classificação da Copa do Nordeste”, pontuou.

LEIA MAIS

>> Daniel Paulista testa Rithely no treino desta quarta-feira do Sport

>> Documentos vazados expõem detalhes de acordo da dívida do Sport com Rithely

>> Com dores no tornozelo, Barcia é poupado de treino, mas viaja para jogo contra o Brusque

>> Edno Melo disse que nunca  se reuniu com presidentes de Sport e Santa Cruz para falar sobre organizadas

FINALIZAÇÕES

O atacante também apontou que o Sport precisa melhorar as finalizações. “A gente tem muito jogo que jogou bem e não finalizou. É um aspecto que tem que melhor e abrir o jogo. Quanto a posição, eu já falei que gosto de jogar pelos dois lados. No Nacional joguei mais pela direita, no Goiás muito jogo pela direita e outros pela esquerda. Estou preparado para jogar nos dois lados. O treinador pode definir que vou dar o meu melhor em qualquer situação”, garantiu.

 


FECHAR