publicidade
15/02/20
Jean Carlos quer vitória como presente de aniversário. Foto: Caio Falcão/CNC
Jean Carlos quer vitória como presente de aniversário. Foto: Caio Falcão/CNC

Aniversariante do dia, meia do Náutico quer vitória contra o Sport como presente

15 / fev
Publicado por Fernando Castro em Náutico às 8:38


Um Clássico dos Clássicos por si só já é especial, mas para o meia Jean Carlos, o duelo contra o Sport, neste sábado, pela Copa do Nordeste, vai ter um sabor a mais. Aniversariante do dia, o ‘camisa 10’ do Náutico completa 28 anos e quer a vitória sobre o rival como presente. E se possível com direito a marcar um gol.

“Eu acho que não teria presente melhor. Falei sobre isso com a minha esposa, se tratando de clássico, jogo em casa, ao lado da nossa torcida, contra um adversário difícil, a vitória com gol seria melhor ainda. Mas estamos com os pés no chão, nos preparamos bem, mesmo com o pouco tempo, para a gente fazer uma grande partida e buscar a vitória. Queremos manter a nossa invencibilidade em casa, sabemos que clássico é um campeonato a parte, então vai ser difícil, mas bem treinados”, destacou Jean Carlos.

 

 

Assim como foi na reta final da Série C do ano passado, Jean Carlos tem sido o grande expoente técnico do Náutico neste início de temporada. Com três gols marcados em seis jogos disputados, o meia é o líder do time em assistências e participou de dez dos 14 gols marcados pelo Timbu no ano.

LEIA MAIS

>Torcedores do Sport recebem mensagem citando “sócio alvirrubro”

>Willian Simões e Matheus Carvalho não têm lesões, mas são dúvidas no Náutico

>Náutico chega a acordo com Odilávio, mas não enxerga negociação como positiva

FAVORITISMO

Para o clássico, o Sport chega em um momento conturbado, com a demissão do técnico Guto Ferreira e provavelmente poupando alguns jogadores titulares. Mesmo com as equipes vivendo fases distintas, Jean Carlos não enxerga favoritismo do Náutico no jogo, apesar de ter uma pressão maior pela vitória por jogar dentro dos Aflitos.

“Eu lembro que na estreia eles jogaram com bastante jogadores da base. Eu vejo diferente, se é um jogador da base e está tendo uma oportunidade entre os profissionais de jogar um clássico, com certeza vão dar a vida. Então se torna um jogo difícil da mesma maneira. Quem estiver em campo, independente da fase de um time, os jogadores vão brigar para ganhar, clássico é assim. Mas por jogarmos em casa, temos a obrigação de ganhar, é o que a gente vai buscar”, completou Jean.


FECHAR