publicidade
06/02/20
Em três temporadas de Sport, o lateral veio ser expulso apenas neste ano. Foto: Bobby Fabisak / JC Imagem
Em três temporadas de Sport, o lateral veio ser expulso apenas neste ano. Foto: Bobby Fabisak / JC Imagem

Sander é expulso pela segunda vez no ano e Sport sentiu baque contra Imperatriz-MA

06 / fev
Publicado por Klisman Gama em Notícias às 23:39

O jogo parecia controlado pelo Sport. Vencia o Imperatriz-MA por 2×0 na Ilha do Retiro pela terceira rodada da Copa do Nordeste e criava boas chances, mas não conseguia convertê-las em gol. Aos 38 minutos, o lateral-esquerdo Sander foi expulso. A segunda vez na temporada. Após ser desarmado na defesa, derrubou o adversário com força e tomou o segundo amarelo. Com um a menos, o Rubro-negro viu a vantagem ruir em poucos minutos. Com dois gols sofridos, aos 42 e 43, e uma equipe que sofreu um “apagão”, o Leão chegou ao quinto empate na temporada. O terceiro deles como mandante. 

LEIA MAIS

>> Sport comete engano e toca hino do Náutico na Ilha do Retiro

>> Sport sai na frente, vacila no segundo tempo e empata com Imperatriz pela Copa do Nordeste

>> Carrasco do Sport, que fez os gols do Imperatriz-MA, é cria do Ibura

O que torna a situação de Sander passível de maior atenção é o fato de ser a segunda expulsão dele no ano em quatro jogos disputados. A primeira ocorreu diante do Náutico, na estreia do Campeonato Pernambucano e jogo inaugural do Sport na temporada. Também pelo segundo amarelo, “matando” uma jogada perigosa do adversário. Desde que chegou ao Rubro-negro, ele nunca havia sido expulso. Com 106 jogos com a camisa leonina, a saída mais cedo acabou prejudicando o clube na partida desta quinta-feira.

AVALIAÇÃO DA DERROTA

O Sport vinha fazendo uma boa partida. Criou várias jogadas, teve chances de gol e controlava o Imperatriz-MA. Porém, a queda de rendimento e concentração no final, após a expulsão de Sander, foi fundamental para que o Cavalo de Aço crescesse e empatasse o duelo. 

“Conseguimos criar algumas oportunidades, fizemos o segundo gol. Só que daí por várias circunstâncias, erros e com um jogador a menos fica muito difícil. Acabou acontecendo aí o empate e agora é reverter essa situação. Difícil falar agora, cabeça quente e um jogo nervoso, mas a minha versão do que vi dentro de campo foi isso”, comentou o volante Willian Farias.

Para o atacante Yan, o Sport tem pontos positivos para extrair da partida, apesar do resultado. “Foi infelicidade da equipe. Fizemos um bom primeiro tempo, abrimos o placar. No segundo tempo deixamos cair um pouco, mas mesmo assim conseguimos o segundo gol. Eles não estavam atacando e infelizmente, depois da expulsão, aconteceu. Mas é início de temporada ainda. É o terceiro jogo da equipe que vem jogando a Copa do Nordeste. mostramos muitas coisas boas. Temos defeitos, mas durante a semana vamos trabalhando para corrigir isso e temos muitos jogos pela frente ainda”, encerrou o ponta.


FECHAR