publicidade
04/02/20
Tricolores comemoravam o aniversário da fundação do clube no pátio do Santa Cruz. Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Tricolores comemoravam o aniversário da fundação do clube no pátio do Santa Cruz. Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem

Vídeo registra hora em que organizada do Sport chega ameaçando festa de torcedores do Santa Cruz

04 / fev
Publicado por Davi Saboya em Notícias às 0:30

Por Felipe Amorim, do JC Online

Várias crianças jogando futebol na rua em um campo improvisado. Torcida cantando, a plenos pulmões as músicas do Santa Cruz, muitos sorrisos, palmas e alegria. Tudo isso em um local bastante emblemático: o Pátio de Santa Cruz, no bairro da Boa Vista, onde o clube coral nasceu, há 106 anos. O cenário era o ideal para uma linda festa de aniversário. Só que integrantes da Torcida Jovem, do Sport, invadiram o local e, com muita selvageria, promoveram cenas de violência, inclusive com relatos de tiros e muitas pessoas feridas.

LEIA MAIS

> Opinião: Torcidas organizadas riem e o futebol chora

> Organizada do Sport provoca confusão em evento de aniversário do Santa Cruz

> Sport emite nota e repudia violência na festa de aniversário do Santa Cruz

> Santa Cruz vai ‘abraçar’ crianças envolvidas em tumulto provocado pela principal organizada do Sport

Veja o vídeo do momento exato que descreve o parágrafo escrito acima.


No local, os poucos policiais militares presentes tentaram conter a confusão, mas tiveram dificuldades. Vários vídeos circularam nas redes sociais do momento que começou todo tumulto. Pedras, pedaços de pau e todo tipo de objetos foram arremessados. Se tornando numa praça de guerra.

 

A reportagem do Jornal do Commercio entrou em contato com a PM, mas os detalhes do ocorrido só serão divulgados nesta terça-feira (4), uma vez que ‘há levantamentos em andamento por parte do serviço de inteligência”, explicou a assessoria do órgão.

Os torcedores do Santa Cruz, que não faziam parte da torcida organizada tricolor, e que estavam ali apenas para comemorar o aniversário do seu clube, tiveram de se esconder nos bares das redondezas para não serem agredidos. Muitos pais que levaram seus filhos foram obrigados a se protegerem dos vândalos, se escondendo nos banheiros dos bares.

Nas redes sociais, centenas de tricolores narraram os momentos de terror vivido nesta segunda-feira. Jhonny Guimarães, por exemplo, explicou como ajudou a salvar uma criança do pior.

Um dos organizadores do evento, que preferiu não se identificar, falou com reportagem do Jornal do Commercio e detalhou o acontecido. “Esse evento foi organizado pela torcida do Santa Cruz, pelo Movimento Popular Coral (MPC), para resgatar a história do clube. Não tem ligação com a Torcida Organizada do clube”, explicou. “A gente estava comemorando o aniversário do clube, com crianças jogando a tradicional pelada, que acontece desde 2014, quando a Organizada Jovem passou pelo local gritando “Uh, a Jovem aew”… E saiu batendo em algumas pessoas. Infelizmente tinha poucos policiais e causou uma confusão enorme. Estragou o evento, que não teve a participação da organizada e, sim da torcida do Santa Cruz”, contou.

NOTA DO SPORT

Repudiando “qualquer tipo de violência”, o Sport se manifestou, no fim da noite, através de suas redes sociais, sobre o ocorrido. A diretoria afirmou que se solidarizava com a torcida do Santa Cruz e que iria procurar as autoridades para identificar os participantes da selvageria e bani-los de qualquer atividade na Ilha do Retiro.


FECHAR