publicidade
04/02/20
Atacante vai usar a camisa 24 no jogo diante do Madureira. Foto: Alexandre Vidal/CRF
Atacante vai usar a camisa 24 no jogo diante do Madureira. Foto: Alexandre Vidal/CRF

Gabigol se une à campanha contra a homofobia no futebol

04 / fev
Publicado por Karoline Albuquerque em Futebol nacional às 16:51

Da AFP – O atacante Gabigol, do Flamengo, se uniu à campanha contra a homofobia, ao anunciar que jogará com número 24 (referência a uma associação homofóbica ao número no jogo do bicho), durante uma partida do Campeonato Carioca.

Inicialmente, a imprensa divulgou que o artilheiro do Rubro-Negro iria entrar em campo com este uniforme nesta segunda-feira (3), contra o Resende, pela 5ª rodada do torneio estadual.

LEIA MAIS:

>Dois torcedores do West Ham são detidos após gestos homofóbicos

Uma hora antes do início deste jogo, a assessoria de imprensa do clube carioca informou que Gabigol jogará com número 24 no próximo sábado (8) contra o Madureira, em confronto também válido pelo Carioca 2020. Gabigol “fez uma consulta sobre isso e o Flamengo concordou”, acrescentou a assessoria do Time da Gávea.

O jogador, que veste tradicionalmente a camisa número 9, também vai homenagear o astro do basquete americano Kobe Bryant, falecido há uma semana, que usava a mesma numeração.

Através do Twitter, Gabigol postou no domingo (2) o número 24, seguido das hashtags “#numeroderespeito” e “#KobeForever”.

A questão da relação do 24 com a homofobia ganhou mais destaque no esporte em janeiro, quando o diretor de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, chegou dizer “24, aqui não”, durante a apresentação de um jogador.

Pouco depois, o clube Bahia lançou a campanha “Número do respeito”.  “Número proibido? #NúmeroDoRespeito”, tuitou a equipe em 28 de janeiro, com os emojis de uma bola de basquete e da bandeira com as cores do arco-íris do  movimento LGBT+.

Em seguida, o jogadores Flávio (Bahia), Nenê (Fluminense) e Tailson (Santos) passaram a usar o número.


FECHAR