publicidade
31/01/20
A seleção recebe a Bolívia em Pernambuco. Foto: Diego Nigro/Acervo JC Imagem
A seleção recebe a Bolívia em Pernambuco. Foto: Diego Nigro/Acervo JC Imagem

Arena de Pernambuco já se prepara para receber a seleção brasileira

31 / jan
Publicado por Karoline Albuquerque em Náutico às 16:25

A CBF confirmou e a Arena de Pernambuco será a primeira parada da seleção brasileira nos primeiros passos rumo ao hexacampeonato. O equipamento em São Lourenço da Mata recebe a Canarinho no dia 27 de março contra a Bolívia, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo Catar-2022. Para deixar o local adequado, o estádio já recebe os reparos no gramado de agora.

Como no meio do mês de janeiro a Arena recebeu o evento Obra de Maria durante três dias, o gramado ficou bastante prejudicado. A manutenção começou logo em seguida, pois o Sport está mandando suas partidas no estádio enquanto faz suas próprias obras na Ilha do Retiro.

LEIA MAIS:

>Seleção brasileira volta a jogar no Recife e mira hexacampeonato mundial

>Confirmado: Arena de Pernambuco será palco da seleção brasileira pelas Eliminatórias da Copa

>Grupo se mobiliza para ajudar jogadora brasileira a voltar de epicentro do coronavírus

“A gente está em processo de tratamento, recuperando para até fevereiro estar totalmente restabelecido. Jogabilidade normal, o que dificulta é a visibilidade, que fica algumas manchas”, explicou o diretor geral da Arena de Pernambuco Kleber Borges. Antes do jogo da seleção, serão mais dois jogos de times locais no estádio.

A Arena da Copa do Mundo 2014 terá as atividades interrompidas 20 dias antes do jogo contra a Bolívia, tanto gramado quanto estrutura. A operação da partida é compartilhada entre a administração do equipamento e a CBF. De todo modo, será entregue com a capacidade total disponível para receber os torcedores.

“Estamos aguardando a CBF divulgar qual tipo de setorização que quer fazer. Se vai ter algum bloco exclusivo para a torcida da Bolívia, ou torcida mista. Como Brasil e Bolívia não têm grande rivalidade, pode ser mista. Nas próximas semanas que vão passar informações”, concluiu Borges.


FECHAR