publicidade
25/01/20
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Em partida bem disputada, Santa Cruz e Bahia ficam no 0x0 pela Copa do Nordeste

25 / jan
Publicado por Filipe Farias em Notícias às 18:09

Um clássico emocionante. Nem mesmo o 0x0 no placar tirou o brilho da partida entre Santa Cruz x Bahia, neste sábado (25), no estádio do Arruda, pela Copa do Nordeste – a partida teve transmissão da TV Jornal. Com muitas chances criadas dos dois lados, não faltou emoção para o torcedor. Até mesmo nas chances criadas pelos baianos, a torcida coral vibrou com as grandes defesas do goleiro Maycon Cleiton. E, na reta final, quase consegue a vitória com a expulsão do goleiro Douglas.

Agora, a equipe coral volta a campo na próxima quinta-feira, quando vai até Maceió encarar o CRB, às 19h30, no estádio Rei Pelé, pela 2ª rodada do Nordestão.

O JOGO

Fazendo valer a grandeza do clássico nordestino, Santa Cruz e Bahia começaram a partida com um ritmo bastante alto. Com as duas equipes não se esquivando de jogar e buscando a meta adversária a todo instante. É bem verdade que, por conta da qualidade técnica de seus jogadores, a equipe baiana conseguiu criar as melhores jogadas da primeira etapa. Principalmente pelo lado esquerdo do tricolor pernambucano.

Com o estreante Fabiano um pouco perdido na lateral esquerda, o Bahia aproveitou para investir justamente naquele setor. Aos 17 minutos, o lateral-direito João Pedro recebeu passe na área e saiu cara-cara com Maycon Claiton e tocou deslocando o goleiro do Santa Cruz, mas o camisa 1 coral saiu de forma arrojada e fez a defesa no reflexo. Cinco minutos depois, novo embate entre os dois. O lateral baiano foi lançado por Élber e chutou forte cruzado, mas Maycon se esticou para salvar o Santa.

CONFIRA O TEMPO REAL

A resposta da Cobra Coral veio aos 28 minutos. Didira cobrou falta levantando a bola na segunda trave, o zagueiro Willian Alves entrou sozinho por trás da marcação e finalizou de primeira para fora. Depois disso, a partida ficou mais equilibrada e uma nova chance de gol só surgiu no final da primeira etapa. Jeremias, aos 42, recebeu com liberdade de fora da área e arriscou de muito longe… A bola saiu com efeito, obrigando o goleiro Douglas a espalmar para escanteio.

Leia mais:

‘A Copa do Nordeste é a Copa dos Clássicos’, diz treinador, elogiando a competição

Saiba como Confiança-SE e ABC-RN se prepararam para a Copa do Nordeste

Tudo sobre a preparação de América-RN e Botafogo-PB para a Copa do Nordeste

#CopaDoNordesteNoSBT aposta na interatividade

A melhor chance, porém, aconteceu no último minuto do tempo regulamentar do primeiro tempo. Aos 44, o Bahia tabelou na entrada da área e Élber finalizou rasteiro, consciente, mas acabou esbarrando mais uma vez em Maycon Cleiton.

Na volta para o segundo tempo, o Bahia voltou mais dominante e encurralando o Santa. Logo aos 12, o meia Daniel já tinha colocado Maycon Cleiton para trabalhar em um forte chute dentro da área. A resposta coral foi imediata. Aos 15, Pipico foi a linha de fundo e cruzou para Maycon Félix, que chegou na bola dando um carrinho e finalizando para fora.

No famoso toma lá, dá cá, o time baiano já conseguiu contra-atacar imediatamente. Aos 17, Juninho Capixaba cruzou para Gilberto entrar livre por trás de Danny Morais e chutar por cima. Com o jogo aberto novamente, o Santa quase abre o placar. Jeremias cobrou falta aos 19, Gilberto subiu para cabecear e acabou mandando contra a própria meta – a bola foi na rede por cima.

Emoção na reta final. Aos 42, Mayco Félix é lançado em profundidade, o goleiro Douglas sai da área e atinge o atacante tricolor. Expulso. Na cobrança da falta, Paulinho solta uma bomba e Fernandão (que acabou indo para a meta, com a três substituições), espalmou no susto e manteve o placar zerado.

Ficha do jogo

SANTA CRUZ

Maycon Cleiton; Júnior, Danny Morais, Willian Alves e Fabiano; Bileu (Italo Henrique), Paulinho e Didira (Toty); Jeremias (Patrick), Mayco Félix e Pipico. Técnico: Itamar Schulle.

BAHIA

Douglas; João Pedro, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Flávio, Daniel (Jadson) e Gregore; Élber, Clayson (Rossi) e Gilberto (Fernandão). Técnico: Roger Machado.

Local: estádio do Arruda, no Recife (PE).
Árbitro: Wagner Reway (PB).
Assistentes: Kildenn Tadeu e Schumacher Gomes (ambos PB).
Cartões amarelos: Bileu, Fabiano (STC) e João Pedro, Juninho Capixaba (BAH).
Cartão vermelho: Douglas (BAH)
Público: 16.106 torcedores.
Renda: R$ 215.855,00.


FECHAR