publicidade
23/01/20
Treinador defendeu Salatiel após pênalti perdido. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Treinador defendeu Salatiel após pênalti perdido. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Técnico do Náutico revela choro de Salatiel e defende atacante após pênalti perdido

23 / jan
Publicado por Fernando Castro em Náutico às 22:37

Depois do atacante Salatiel desperdiçar um pênalti no último minuto do jogo contra o River-PI, na estreia da Copa do Nordeste, o técnico Gilmar Dal Pozzo saiu em defesa do jogador. De acordo com o comandante alvirrubro, o centroavante teve 100% de aproveitamento nas cobranças de pênaltis durante os treinamentos. Após mais um empate, os torcedores alvirrubros saíram dos Aflitos reclamando muito, principalmente pela maneira como Salatiel foi para a cobrança, andando lentamente antes de bater.

“A pressão é normal para um atleta que perde um pênalti. Primeiro tem a cobrança dele e depois tem a do torcedor. O atleta chorou no vestiário, porque ele queria ter feito o gol. Nesse tempo que a gente está treinando, Salatiel teve um aproveitamento de 100% nas cobranças. Eu tinha definido como cobrador Salatiel, Jean Carlos e Matheus Carvalho, não nessa ordem, pelo desempenho durante os treinos. Acho até que foi mais mérito do goleiro em fazer a defesa. É uma situação de jogo normal”, comentou Gilmar Dal Pozzo.

LEIA MAIS

>Salatiel perde pênalti no último minuto e Náutico empata com o River-PI nos Aflitos

>Opinião: no encontro dos dois últimos treinadores do Náutico, Dal Pozzo precisa dar uma resposta

>Alvirrubros anseiam por título inédito do Náutico na Copa do Nordeste

O treinador alvirrubro comentou também sobre a maneira como o atacante foi para a cobrança do pênalti. Gilmar Dal Pozzo defendeu que esse é o jeito que ele bate os pênaltis durante os treinos, onde teve bom desempenho. “Ele bate assim. Eu falo para os atletas baterem como treina e como tem convicção. Então ele não vai mudar o jeito dele, talvez perca um pouco da confiança, mas vai continuar treinando. A maneira dele correr para a bola é diferente, mas é o jeito dele, ele vai continuar batendo assim, porque treina assim e tem convicção”, defendeu Dal Pozzo.

PRESSÃO DA TORCIDA

Mesmo com apenas duas partidas oficiais na temporada e vindo de um acesso à Série B, além da conquista nacional, o torcedor do Náutico se mostrou muito insatisfeito com os últimos resultados e principalmente com o desempenho do time nos jogos. Durante a pré-temporada, o Timbu empatou contra o ABC e Treze duas vezes. “Lógico que sei da insatisfação do torcedor, ela é minha também, é normal. A minha indignação é por conta do resultado também, então o sentimento do torcedor é do técnico também”, disse Gilmar.


FECHAR