publicidade
19/01/20
Náutico saiu atrás do placar e foi buscar o empate no segundo tempo. Foto: Léo Lemos/Náutico
Náutico saiu atrás do placar e foi buscar o empate no segundo tempo. Foto: Léo Lemos/Náutico

Técnico do Náutico elogia arbitragem do clássico e enxerga resultado justo

19 / jan
Publicado por Fernando Castro em Náutico às 19:53

O técnico Gilmar Dal Pozzo enxergou equilíbrio no primeiro clássico da temporada, entre Náutico e Sport, que marcou a estreia das equipes no Campeonato Pernambucano de 2020. Depois do empate em 1×1, o treinador alvirrubro ainda fez questão de elogiar o desempenho do árbitro Michelangelo Almeida Júnior, de apenas 24 anos. Por outro lado, o técnico Guto Ferreira e os rubro-negros ficaram na bronca pela marcação de impedimento no gol anulado do zagueiro Adryelson e ainda reclamaram de dois possíveis pênaltis, em cima de Alê Santos e Ronaldo.

“Foi um clássico muito igual, equilibrado, com uma arbitragem muito boa, um árbitro novo, com pulso, tomando as decisões corretas, não influenciando no jogo, quando teve que dar amarelo para o Sander no primeiro tempo deu e quando precisou expulsou. Criamos mais oportunidades que o Sport, mas não foram chances claras, foram mais finalizações de média e longa distância. A gente estava enfrentando um adversário de qualidade, bem treinado, está na Série A, então na minha opinião o resultado foi justo”, comentou Gilmar Dal Pozzo.

Na avaliação do comandante alvirrubro, o clássico teve dois tempos distintos, sendo a segunda etapa favorável ao Náutico. Gilmar Dal Pozzo ainda destacou a qualidade do Sport e a estratégia adotada pelo técnico Guto Ferreira. “Gostei principalmente do poder de reação da equipe, o Sport esteve melhor em alguns momentos no primeiro tempo, a gente soube suportar e quando tivemos melhor trabalhamos a bola, rodamos, criamos algumas oportunidades, mas a linha de quatro do Sport é bem treinada e tivemos dificuldade de infiltração”, avaliou Dal Pozzo.

LEIA MAIS

>Jogadores do Sport exaltam a base e ficam na bronca com a arbitragem

>Com dois gols contra, clássico entre Náutico e Sport termina empatado nos Aflitos

>Guto Ferreira elogia confiança de Chico e Adryelson na zaga do Sport

FAVORITISMO?

Sem enxergar favoritismo do Náutico, mesmo sem o Sport poder contar com a força máxima do elenco, já que foi punido pela Câmara Nacional de Resoluções de Disputas (CNRD) e não conseguiu inscrever novos jogadores no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, Gilmar Dal Pozzo defendeu que o time alvirrubro também não estava completo. No banco de reservas, Ronaldo Alves e Kieza ainda não estão 100% fisicamente.

“Nós também jogamos com um jogo misto, não tínhamos a disposição o Kieza, o Luanderson, Ronaldo Alves, vários jogadores que não estavam numa condição ideal ainda. O plantel e principalmente esses atletas precisam de uma melhor condição física para estar a disposição”, destacou o treinador.


FECHAR