publicidade
19/01/20
O técnico conta com jogadores africanos no elenco do Liverpool. Foto: AFP
O técnico conta com jogadores africanos no elenco do Liverpool. Foto: AFP

Klopp considera “uma catástrofe” a CAN ser disputada no início do ano

19 / jan
Publicado por Karoline Albuquerque em Futebol Internacional às 11:41

Da AFP – Um novo episódio na batalha entre Jurgen Klopp e os organizadores das competições de futebol: o técnico do Liverpool lamentou nesta sexta-feira (17) a mudança de calendário da Copa Africana de Nações (CAN), que voltará a ser disputada entre janeiro e fevereiro a partir de 2021.

A última edição da CAN, no ano passado no Egito, aconteceu entre junho e julho, uma novidade em relação à história da competição, que sempre foi disputada no início do ano, em plena temporada do futebol europeu.

LEIA MAIS:

>Monaco rescinde contrato do zagueiro brasileiro Naldo

>Bundesliga volta da parada invernal com Leipzig como time a ser batido

>CBF está na Arena de Pernambuco e deve oficializar volta da seleção

Na quarta-feira (15), a Confederação Africana de Futebol (CAF) confirmou que a edição de Camarões-2021 da CAN voltará a ser disputada em janeiro e fevereiro.

Historicamente, a Copa Africana sempre foi disputada no início do ano para aproveitar as temperaturas mais amenas no continente neste período. Contudo, era um grande transtorno para os clubes europeus, principalmente na França e na Inglaterra, países onde atuam a maior parte dos jogadores africanos.

O Liverpool tem em seu elenco várias estrelas do continente africano, como o egípcio Mohamed Salah, o senegalês Sadio Mané e o guineano Naby Keita.

Nas últimas semanas, Klopp criticou a densidade do calendário do futebol mundial.

Para poder jogar as quartas de final da Copa da Liga inglesa e as semifinais do Mundial de Clubes, em jogos previstos para os dias 17 e 18 de dezembro, respectivamente, o Liverpool teve que relacionar dois elencos diferentes em cada uma das competições.

“A Fifa, a Uefa e as federações de cada país devem se reunir para consertar isso”, opinou Klopp nesta sexta-feira, afirmando, porém, que entendia os argumentos que levaram a CAN a voltar a ser disputada no início do ano.


FECHAR