publicidade
02/01/20
Foto: João Victor Amorim / Rádio Jornal
Foto: João Victor Amorim / Rádio Jornal

Após insucessos, Santa Cruz tenta tirar lição para ter um 2020 diferente

02 / jan
Publicado por Klisman Gama em Notícias às 8:28

Os insucessos do Santa Cruz nos últimos dois anos, em que não conseguiu o acesso para a Série B, são lições para não serem repetidas em 2020. Em 2018, queda nas quartas de final da competição diante do Operário-PR, após vencer por 1 a 0 no Arruda e sofrer um acachapante 3 a 0 no Paraná. Em 2019, uma desempenho ruim no segundo turno fez o Tricolor cair na fase de grupos diante do Náutico, nos Aflitos, perdendo por 3 a 1. Desta forma, o clube investiu em um executivo de futebol experiente (Nei Pandolfo) e um técnico com acessos e títulos na carreira (Itamar Schulle). Fórmula diferente com relação às temporadas anteriores, na tentativa de, agora sim, ter sucesso. 

LEIA MAIS

>> Com estreia de pernambucano, Copa São Paulo de Futebol Júnior inicia nesta quinta

>> Leston Júnior conta razão de ainda não estar treinando nenhum clube após Santa Cruz

>> Constantino Júnior chega ao 10º ano no Santa Cruz e avalia trajetória

>> Treinador diz que Santa Cruz ‘está no caminho certo para se estruturar’

“Que isso sirva de lição. A gente está com os jogadores preparados para isso. Temos um treinador que tem acessos nas costas e sabe como é o caminho das pedras. Então cabe a gente facilitar, dar condição para que o profissional e nossa comissão técnica possa ter condição de trabalho. Dar um bom material humano, um bom alicerce de logística para que os atletas possam ter sua melhor condição possível, melhor pós jogo, tratamento, e tudo isso acaba influenciando no resultado final. Cabe a gente cuidar bem disso”, avaliou o presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior.

Tininho, como também é conhecido o mandatário, demonstra confiança no que o novo ano deve trazer para o Santa Cruz. Primeiro porque o clube pode ter uma situação financeira menos ‘sufocada’ do que em relação às últimas temporadas. Além de que a volta para a Segundona trará um benefício mais amplo, não só para o Tricolor.

“Estou muito confiante que nesse ano a gente já começa num melhor patamar do que em 2019. Vamos trabalhar muito para isso. Fazer todo o envolvimento de profissionais, comissão técnica, pessoas da casa, da própria imprensa que tem papel importantíssimo num clube de massa como o nosso. Então, para o bem do futebol pernambucano, é importante que a gente faça um trabalho para estar comemorando mais um clube na Série B. Uma condição mais digna para um grande clube como o Santa Cruz”, completou.


FECHAR