publicidade
01/01/20
 Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz
Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz

Leston Júnior conta razão de ainda não estar treinando nenhum clube após Santa Cruz

01 / jan
Publicado por Luana Ponsoni em Notícias às 12:32

Com passagem pelo futebol pernambucano em 2019, quando montou a equipe do Santa Cruz e comandou a Cobra Coral até 19 de maio, o técnico Leston Júnior, de 41 anos, segue sem treinar nenhum time desde então. Em entrevista ao repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal, nesta quarta-feira (1), o treinador explicou as razões de ainda não ter se recolocado quase oito meses após o desligamento do Tricolor do Arruda. Com escolhas bem definidas, Leston vem privilegiando propostas que lhe permitam desenvolver um projeto de trabalho duradouro no próximo time.

LEIA MAIS

Santa Cruz anuncia no Twitter demissão do técnico Leston Júnior

Leston Júnior comenta sobre chegada de novos meias ao Santa Cruz

Leston Júnior rechaça que Santa Cruz vive má fase

Por esse motivo, ao longo do ano passado, refutou ofertas que lhe colocariam na condição de “salvador”, em equipes com situações já bastante comprometidas nos torneios que disputavam.

“Após a minha saída do Santa, no ano passado, surgiram algumas situações no transcorrer do ano, situações de clubes das Séries C e D, mas clubes que estavam em momentos muito delicados na classificação. E eu preferi não assumir esse risco para que eu não pudesse jogar o trabalho que a gente fez aí no Santa Cruz fora. No futebol, a memória é sempre curta, o último trabalho é que sempre vem à mente das pessoas, né? E, na minha concepção, o trabalho que a gente tinha construído no Santa era um trabalho consistente, então preferi não arriscar. E, agora no final do ano, o que surgiu foram situações que fogem um pouco daquilo que eu tenho como projeto de sequência de carreira”, comentou Leston.

O treinador comandou a equipe coral por 30 jogos, conquistando 11 vitórias. Esteve com o time no resultado mais expressivo conquistado no ano passado, que foi o avanço até a quarta fase da Copa do Brasil. O tricolor do Arruda foi o time do Estado a ir mais longe na competição, caindo apenas diante do Fluminense, com derrota nos pênaltis por 3×2 no jogo da volta, no Arruda, depois da vitória tricolor por 2×0 no tempo regulamentar. Na ida, no Rio de Janeiro, a Cobra Coral havia perdido pelo mesmo placar.  

ESPERA

Enquanto aguarda uma proposta de trabalho que lhe permita desenvolver um trabalho mais consolidado, Leston vem recorrendo aos estudos para amenizar a ansiedade. “Eu acho que garantias a gente nunca tem, mas a gente pode tentar diminuir a margem desse erro, escolhendo melhor o próximo passo, mas eu confesso que a ansiedade é grande, uma vez que a gente que vive uma vida toda praticamente dentro do campo e esse período sabático tem sido difícil. A gente tenta compensar estudando muito, procurando tudo que está acontecendo no futebol nacional e internacional para que, quando a gente possa voltar, esteja em uma condição favorável”, contou.

 

 


FECHAR