publicidade
30/12/19
O colombiano Reinaldo Lenis até ficou bastante tempo no Sport, mas em 80 jogos fez apenas nove gols. Foto: André Nery/Acervo JC Imagem
O colombiano Reinaldo Lenis até ficou bastante tempo no Sport, mas em 80 jogos fez apenas nove gols. Foto: André Nery/Acervo JC Imagem

Sport sem muita sorte com estrangeiros nos últimos anos; Relembre

30 / dez
Publicado por Karoline Albuquerque em Notícias às 17:22

Karoline Albuquerque e Klisman Gama

O Sport até tenta ter jogadores estrangeiros em seu elenco. Lenis, Mark Gonzalez, Henriquez, Rodney Wallace, Chumacero, Eugenio Mena, Enrique Meza, Robert Flores, Luis Carlos Ruiz, Pablo Pereira e Arce… Da lista, apenas o lateral-esquerdo Mena fez uma boa, porém breve, passagem pelo clube. Agora, o Rubro-negro inicia mais uma tentativa com a contratação do argentino Lucas Mugni.

A chegada do meia aumenta o hall de atletas estrangeiros que desembarcaram na Ilha do Retiro nos últimos 10 anos. Entretanto, a sorte do Leão com esses atletas não tem sido das melhores. Nenhum chegou a ter uma passagem tão marcante positivamente. Alguns deixaram mesmo uma marca negativa. Questão que cria um peso contra o meia portenho, já que o histórico de contratações não tem sido o melhor no Rubro-negro. 

Com isso, relembre agora a passagem de jogadores estrangeiros que passaram pelo Sport nos últimos 10 anos.

LEIA MAIS:

>Sport fecha jogo-treino contra a Agape/PE com 3×0 no placar

>Saiba quem é Lucas Mugni, o novo meia do Sport

>Confira o calendário do Sport para o início de 2020

2009-2011:

O atacante boliviano Arce começa a lista, sendo um dos jogadores que teve um desempenho razoável. Foram 18 jogos disputados e sete gols marcados em 2009. Contudo, após o rebaixamento do Sport para a Série B, deixou o Rubro-negro. Em 2011, foi a vez do centroavante uruguaio Pablo Pereira. Criou uma certa fama nas redes sociais por ser bastante ativo no Twitter, mas não teve a mesma sorte em campo. Foram apenas seis jogos, 69 minutos em campo e nenhum gol marcado.

2013:

Em 2013, a bola da vez foi o volante boliviano Alejandro Chumacero. Contratado com a pompa de craque, assinou um contrato de cinco anos com o Sport. Ficou apenas em 2013, fez oito jogos entre agosto e outubro daquele ano, sendo cinco pela Série B do Campeonato Brasileiro e os outros três pela Copa Sul-Americana. Titular apenas no último jogo, diante do Libertad, do Paraguai e decepcionou na derrota e eliminação do Sport no continental por 2×1, na Arena de Pernambuco.

2014:

O zagueiro paraguaio Enrique Meza e o meia uruguaio Robert Flores desembarcaram na Ilha do Retiro para a temporada seguinte. Juntos, os jogadores somam 375 minutos em campo pelo Sport. O primeiro foi titular em três partidas, duas pelo então Hexagonal do Campeonato Pernambucano (um empate e uma derrota) e a eliminação para o Paysandu na Copa do Brasil, ainda na segunda fase. Já o meia foi titular três vezes e substituído nas três, entrando durante o jogo em outras três oportunidades. Mas, não passou do mês de maio.

Mark Gonzales fez só um gol em 19 jogos. Foto: Diego Nigro/JC Imagem

2016:

O Sport tornou a investir pesado em estrangeiros na temporada 2016. Foram cinco nomes, sendo três colombianos, um chileno e outro costarriquenho. Lenis, Henriquez, Luis Carlos Ruiz, Mark Gonzalez e Rodney Wallace vestiram a camisa do clube. O meia Mark Gonzales ainda dá dor de cabeça ao clube. Ele ainda chegou a fazer 19 jogos pelo time, marcando apenas um gol. Mas, da lista do ano, o zagueiro colombiano Henriquez e o atacante Lenis, também da Colômbia, foram os que mais tempo passaram no clube, ficando até 2018.

O zagueiro ficou até o mês de junho do ano passado. As seguidas lesões e a inconsistência em campo, porém, prejudicaram o Henriquez no Leão. Lenis, por sua vez, foi embora ainda em fevereiro, depois de 80 jogos e nove gols pelo Sport. Diferente dos companheiros, Rodney Wallace deixou saudades. O meia-atacante costarriquenho logo conquistou a titularidade absoluta e só deixou o clube por falta de adaptação da família ao Recife.

Mena, Sport
Mena chegou ao Sport por empréstimo. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

2017:

O lateral-esquerdo chileno Mena foi um dos poucos a agradar com a camisa rubro-negra. Ele chegou em março de 2017 e se firmou como titular absoluto da equipe até o final daquela temporada, fazendo 45 jogos pelo Campeonato Pernambucano, Copa do Nordeste, Copa do Brasil, Copa Sul-Americana e o Campeonato Brasileiro da Série A. Como chegou ao clube por empréstimo, existia a especulação de uma compra pelo Sport, mas que acabou não se concretizando ao final do ano de 2017.


FECHAR