publicidade
11/12/19
Foto: Jota Santana/Santa Cruz
Foto: Jota Santana/Santa Cruz

Experiente, Danny Morais quer ajudar jovens na adaptação ao Santa Cruz

11 / dez
Publicado por Klisman Gama em Notícias às 8:08

Um dos líderes do elenco do Santa Cruz desde 2018, aos 34 anos, o zagueiro Danny Morais tem assumido um papel cada vez mais inerente a sua função extracampo. Ativo na recepção dos novos atletas, principalmente os mais jovens, o defensor busca ajudar os jogadores a se ambientarem o mais rápido possível no clube, além de mostrar como aproveitar uma grande oportunidade na carreira, no Mais Querido.

LEIA MAIS

>> Sem Pipico e Itamar Schulle, Santa Cruz se reapresenta no Arruda com 16 atletas

>> Vice-presidente destaca ousadia para deixar a Série C

>> Atacante apresenta credenciais e diretoria do Santa Cruz explica perfil de contratação

“A primeira coisa que faço é me colocar à disposição e já passei muito por isso, essas trocas de cidade, troca de clube, tudo novo e sei o quanto isso é difícil. Hoje tenho minha estrutura familiar aqui e procuro me colocar à disposição para informações, parceria, e esse momento de adaptação é muito importante. Tenho minha estrutura familiar aqui e procuro me colocar à disposição para informações, parceria, e esse momento de adaptação é muito importante. Senti que o clube está dando um suporte legal para quem está chegando se interessando por isso, em melhorias de vestiário, de campo e isso demonstra a preocupação que o clube vem tendo”, comentou.

Em um clube de massa, a responsabilidade e pressão serão grandes para o elenco, em busca de títulos e bons resultados.Por enquanto, foram contratados seis atletas, cinco deles ainda jovens em busca de uma grande oportunidade, encontrada no Santa Cruz. Carlos Miguel, Júlio Romão e Mayco tem 21 anos, Pedro Maycon 25, Diogo 26. Na visão do zagueiro, a cobrança será a mesma para ele e os jovens da equipe.

“Independente de quanto tempo estou aqui, número de jogos que tenho e minha idade, a cobrança do menino que chegou ontem, subiu para o profissional agora, que tem 18 anos, tem que ser a mesma que sobre eles e sobre mim. Desde que a gente aja com respeito e em prol do clube”, encerrou.


FECHAR