publicidade
02/12/19
Real Jardim comemora título do Recife Bom de Bola. Foto: Maurício Ferry/Seturel
Real Jardim comemora título do Recife Bom de Bola. Foto: Maurício Ferry/Seturel

Real Jardim conquista título Sub-15 do Recife Bom de Bola

02 / dez
Publicado por Davi Saboya em Notícias às 11:08

Com dois gols do meio-campista Antônio Gabriel, o “Bibigol”, o Real Jardim F.C. derrotou o União da Gávea Núcleo Retrô, no sábado (30), e conquistou o título da categoria Sub-15 do Recife Bom de Bola 2019. A final aconteceu no campo do Quartel do Derby, rendeu premiação em dinheiro para as duas equipes e teve a transmissão da TV Jornal. O maior campeonato de futebol de várzea do mundo é realizado pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer (Seturel).

A vitória começou a ser construída logo no início da partida. Bibigol aproveitou bola cruzada na área e acertou um belo voleio no ângulo, abrindo o marcador. A partir daí o União da Gávea tentou pressionar e chegou a acertar o travessão, mas o Real Jardim se defendeu bem e marcou o gol decisivo na segunda etapa, com um chute de fora da área de Bibigol. “Estou sem palavras. Lutamos muito para chegar até aqui e superamos muitas dificuldades. Agora é comemorar e continuar treinando para melhorar sempre”, afirmou o artilheiro do dia.

“Trabalhamos muito para fazer o campeonato o mais próximo possível do jeito que os times queriam e estamos felizes com o resultado. A sensação é de dever cumprido. Sabemos que o esporte educa, doutrina, disciplina, e queremos formar campeões para a vida, não só dentro do campo”, destacou a secretária-executiva de Esportes do Recife, Yane Marques. Ela entregou a premiação para o campeão, que recebeu R$ 1000, e o vice, que teve direito a R$ 500.

RECORDE

As finais das outras categorias acontecem nos dias 7 e 8 de dezembro. Pela primeira vez, os campeões no futebol de campo recebem premiação em dinheiro, num total de R$ 20 mil para as sete categorias (Aberto, Veterano, Sub-11, Sub-13, Sub-15, Sub-17 e Feminino). Este ano, o Recife Bom de Bola bateu recorde de inscrições e teve mais de 600 equipes participantes, sendo 490 no futebol de campo e 116 no futsal, totalizando mais de 14 mil atletas.

LEIA MAIS

> TV Jornal transmite neste sábado (30) final da categoria sub-15 do Recife Bom de Bola

> Jogos decisivos neste final de semana no Recife Bom de Bola

> Confira os jogos deste final de semana do Recife Bom de Bola

Jogadores que se destacarem nas categorias Sub-15 e Feminino serão encaminhados para os principais clubes de futebol do Estado. Houve curso de arbitragem, realizado em parceria com a Unidade Virtual de Cursos à Distância da Secretaria de Educação do Recife (Unirec) e com o Sindicato dos Árbitros de Pernambuco, que formou cerca de 100 novos profissionais para atuar no mundo do futebol.

FUTSAL

O maior campeonato de futebol de várzea do mundo conheceu os primeiros campeões da modalidade Futsal, que começou a ser disputada este ano. Disputada nas categorias Feminino e Masculino, a competição realizou suas finais no sábado (30), na quadra do Sport Club do Recife, na Ilha do Retiro, vencidas respectivamente pelas equipes da Geração Garra e de Os Mijadores. A outra grande novidade do Recife Bom de Bola em 2019 foi o pagamento de premiação em dinheiro para o futebol de campo.

A Geração Garra conquistou o título do feminino ao derrotar o Garra, de virada, por 2 x 1. A camisa 10 Thays abriu o marcador no primeiro tempo, mas Camila e Valquíria marcaram na etapa complementar para reverter a vantagem adversária e garantir o título. Além de ser campeã, a jogadora Ana Rebeca, da Geração Garra, recebeu o troféu de melhor goleira. “Jogo desde que tinha 14 anos”, afirma ela, hoje com 22. “Comecei como zagueira de futebol Society e já joguei também no Sport, Náutico, América, Santa Cruz e Íbis. Fui campeã universitária pela Nassau e agora ganhei o Bom de Bola”, conta.

No masculino, o título veio com uma boa dose de drama e emoção. A equipe do Ladeira F.C. abriu vantagem de 3 x 0 e parecia ter assegurado o título, mas Os Mijadores partiram para o ataque e conseguiram o empate no segundo tempo, com gols de Neyson, Antônio Fernando e João Vitor, levando a decisão para os pênaltis. Contando com o apoio de uma animada torcida, a equipe venceu por 3×2 e comemorou o título. “Nunca desistimos e a união prevaleceu dentro da quadra. A batalha foi grande, mas conseguimos chegar lá”, afirmou o atleta Antônio Fernando.

A disputa do Futsal no Recife Bom de Bola atendeu uma antiga reivindicação da comunidade esportiva, numa parceria entre a PCR e a Federação Pernambucana de Futsal (FPFS). O torneio foi disputado na categoria adulta (masculino e feminino), com a participação de equipes de todas as Regiões Político-Administrativas (RPAs) e cerca de 1,6 mil atletas. As equipes campeãs de cada RPA ganharam troféus e medalhas, bem como os três primeiros colocados da fase final.


FECHAR