publicidade
17/11/19
Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem

Guto lamenta empate do Sport e ressalta peso da ansiedade pelo acesso

17 / nov
Publicado por Filipe Farias em Notícias às 19:52

A lamentação do empate com o Vila Nova e o adiamento do acesso para a próxima rodada, contra a Ponte Preta, não ficou restrito aos torcedores do Sport. O técnico Guto Ferreira não escondeu a chateação de não ter carimbado ontem o retorno do Leão à Primeira Divisão.

“Infelizmente não fizemos a partida que queríamos. Por isso não aconteceu o acesso. Não coloco como frustração (o resultado). O Vila Nova jogou todo atrás, jogando nosso erro. Então, a ansiedade acabou tomando conta e erramos muito. Eles aproveitavam para contra-atacar. Foi parecido com o jogo anterior que fizemos em casa, contra o Criciúma, quando vencemos por 1×0. Nesse criamos, mas não fizemos o gol. O acesso foi adiado e temos de entrar contra a Ponte Preta para fazemos a melhor partida possível”, declarou Guto.

Mesmo precisando de apenas um ponto para garantir matematicamente o acesso, o comandante leonino afirmou que o foco será na vitória, na próxima quarta-feira. “Dependemos de um empate, mas não vamos jogar por um empate. Temos de buscar fazer o nosso jogo. Vamos trabalhar para evitar esse jogo de Goiânia (contra o Atlético-GO, na última rodada) porque seria um confronto direto. Estamos com seis pontos a mais que o quinto colocado. Mas não é momento de arrumar desculpas e, sim, de buscar soluções para quarta”, ressaltou.

ANSIEDADE

Um dos fatores que o Sport acabou sentindo diante do Vila Nova foi a ansiedade. De acordo com Guto Ferreira, ele procurou trabalhar essa questão psicológica com os jogadores antes do jogo e, até mesmo, do intervalo do jogo. “Eu já tinha conversado isso com eles para tranquilizar. Falei com eles no intervalo também… E, em alguns momentos do jogo, estava sempre pedindo calma. Mas é isso… A ansiedade não depende do quão experiente é o jogador. Isso é do momento que cada um está vivendo. Do nível de responsabilidade. Infelizmente vamos terminar o campeonato sem vencer três seguidas. Quem sabe isso não é um sinal – de sempre que interrompe a sequência de vitórias, na rodada seguinte, o Leão deu uma resposta em campo.

Como na próxima rodada, o cenário para o Leão irá se repetir – vai jogar em casa, contra a Ponte Preta, precisando do resultado para conquistar o acesso -, o treinador sabe que o que precisa ser feito para aquietar o elenco. “É mostrar pra eles a experiência que tivemos hoje. Procurar tranquilizá-los e não jogar ainda mais pressão. É diminuir a expectativa da próxima partida, pois só assim você consegue se encontrar melhor”, explicou.


FECHAR