publicidade
13/11/19
Diógenes Braga deve comandar o futebol do Náutico por mais dois anos. Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem
Diógenes Braga deve comandar o futebol do Náutico por mais dois anos. Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem

Náutico em busca de centroavante mais ‘rodado’ para a próxima temporada

13 / nov
Publicado por Fernando Castro em Náutico às 9:18

A primeira contratação anunciada pelo Náutico para a próxima temporada foi do atacante Salatiel, destaque do Sampaio Corrêa e um dos artilheiros da Série C com oito gols marcados. Aos 27 anos, será a primeira vez que o jogador vai disputar a Série B do Campeonato Brasileiro. Por conta da pouca experiência do atleta na competição, a intenção da diretoria alvirrubra é contar com um jogador mais ‘rodado’ para a posição de centroavante.

Para o início do próximo ano, o Náutico planeja ter quatro centroavantes no elenco. Além de Salatiel, o atacante Odilávio é esperado após o término do empréstimo com o Figueirense, e o jovem Yuri Martins, formado nas categorias de base do clube, ganhará a primeira oportunidade no profissional. Sobra uma vaga, portanto, para um jogador ser contratado. Apesar de admitir interesse na contratação de mais um jogador, o vice-presidente Diógenes Braga não descarta a permanência de Wallace Pernambucano ou Rafael Oliveira, embora a probabilidade seja pequena.

“Vamos atrás de mais um jogador experiente. Pode ser alguma contratação de acordo com o que a gente esteja olhando no mercado, ou pode ser uma renovação. Mas a gente colocou por uma questão ética que não queremos ficar ‘cozinhando’ os atletas. Deixamos claro que pretendemos prospectar o mercado e checar o que se apresenta para o Náutico. Se avançar, bem. Se não avançar, vamos ver se os atletas estarão disponíveis e vamos conversar”, explicou Diógenes Braga.

LEIA MAIS

>Náutico próximo de anunciar novas contratações

>Jhonnatan e Fernando Lombardi renovam contratos com o Náutico para 2020

>Diego Silva celebra renovação com o Náutico e projeta acesso à Série A em 2020

ODILÁVIO

O vice-presidente alvirrubro fez questão ainda de destacar o amadurecimento de Odilávio. Revelado pelo Náutico, o atacante foi titular durante grande parte do primeiro semestre, mas sofreu uma lesão no menisco e teve que passar por uma artroscopia. Após a cirurgia, retornou e encontrou o time embalado na Série C. Sem ganhar novas oportunidades, o atacante de 23 anos foi emprestado ao Figueirense. Disputando a Série B, já atuou em cinco partidas e marcou um gol.

“É um atleta de muito potencial. Se Odilávio não tivesse tido a lesão no menisco no melhor momento dele, creio que teria terminado o campeonato como titular e teria sido um destaque como foi Thiago e o Hereda. Acabou perdendo espaço com a contusão, chegou a situação do Figueirense e a gente achou interessante para o atleta jogar. Ele tem entrado nos jogos, fez um golaço contra o Vitória. É um centroavante muito técnico, um falso nove de muita marcação, tem contrato conosco até o fim e 2020 e vai estar na próxima temporada aqui”, destacou Diógenes.


FECHAR