publicidade
08/11/19
Constantino Júnior visitou o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação nesta sexta-feira. Foto: Davi Saboya/JC e Blog do Torcedor
Constantino Júnior visitou o Sistema Jornal do Commercio de Comunicação nesta sexta-feira. Foto: Davi Saboya/JC e Blog do Torcedor

Santa Cruz tem quatro nomes na lista de técnicos para 2020

08 / nov
Publicado por Davi Saboya em Notícias às 20:02

O Santa Cruz afunilou a busca pelo novo técnico e no momento tem quatro nomes na lista de candidatos ao cargo para a próxima temporada. Um desses profissionais é o treinador Itamar Schulle, que comanda atualmente o Vila Nova-GO na Série B do Campeonato Brasileiro. A informação foi confirmada pelo presidente tricolor Constantino Júnior ao Jornal do Commercio e Blog do Torcedor.

“Ele (Itamar Schulle) está dentro desses quatro nomes. Tive uma rápida conversa com o técnico e Nei (Pandolfo, executivo) detalhou mais no nosso projeto”, afirmou Tininho, como é mais conhecido o mandatário tricolor.

LEIA MAIS

> Balanço financeiro do Santa Cruz prevê incremento de 50% no faturamento em relação a 2018

> Sucesso da Copa do Nordeste encerra primeiro dia do Confut

> Náutico e Santa Cruz estreiam em casa e Sport fora na Copa do Nordeste 2020

Constantino Júnior frisou que a busca pelo novo comandante coral está sendo coordenada pelo executivo de futebol Nei Pandolfo. O presidente do Santa admitiu que vários técnicos foram sondados e salientou a cautela para realizar essa escolha.

“Foram muitos treinadores entrevistados, mais de dez técnicos. O trabalho corpo a corpo ficou com Nei (Pandolfo). Ele apurou as informações, os relatos da casa, mais as informações dele, e caiu em campo com as ideias em busca do nome certo para comandar o projeto”, comentou.

Apesar do desejo inicial de contratar o técnico até o começo deste mês, Tininho confirmou que o Tricolor do Arruda pode esperar o fim da Segunda Divisão para minimizar os erros e contratar o profissional com o perfil ideal. Constantino não quer trazer outro comandante durante a temporada.

“Existe uma competição em curso, que é a Série B, e pode surgir um nome no mercado. O cara perde dois jogos e o treinador pode ser demitido. Estamos ligados na oportunidade”, contou o mandatário.


FECHAR