publicidade
08/11/19
Bryan jogou no Náutico no ano passado. Foto: Léo Lemos/Náutico
Bryan jogou no Náutico no ano passado. Foto: Léo Lemos/Náutico

Diretoria do Náutico admite dificuldade para o retorno do lateral Bryan

08 / nov
Publicado por Fernando Castro em Náutico às 8:31

À medida que tem avançado no processo de renovação com os jogadores que já estavam no elenco, a diretoria do Náutico também tem observado o mercado para contratar novos atletas para a próxima temporada. Depois de anunciar o atacante Salatiel como primeiro reforço, o Timbu agora tenta o retorno do lateral-direito Bryan, que defendeu as cores alvirrubras no ano passado, quando foi titular durante a Série C. Apesar de admitir o interesse no jogador, o vice-presidente Diógenes Braga revelou que a possibilidade de contratação é baixa.

“Bryan é um jogador que estava na Série A, em um clube que estava há anos na Série A. Mesmo que a Chapecoense sofra o rebaixamento, é um clube que projeta muito bem, então é um atleta que tem mercado. Pelo que jogou no Náutico no ano passado, durante a Série C, ele abriu mercado, é jovem, tem características muito boas e uma qualidade técnica acima da média. Então é um jogador que o Náutico tem interesse, mas a possibilidade de trazer é baixa”, revelou Diógenes Braga.

No início da semana, Bryan rescindiu o contrato com a Chapecoense, onde disputou 11 jogos na temporada. O jogador foi formado nas categorias de base do clube catarinense, que permanece com 10% de seus direitos econômicos. Depois da boa passagem do lateral-direito em Pernambuco no ano passado, com 13 partidas e um gol marcado, a diretoria do Náutico tentou renovar o empréstimo junto à Chape, mas não obteve sucesso.

LEIA MAIS

>Jorge Henrique é mais um jogador a renovar contrato com o Náutico

>Náutico planeja elenco mais robusto para calendário ‘cheio’ em 2020

>Com renovações próximas, direção do Náutico espera fazer anúncios nesta semana

CARACTERÍSTICAS

O vice-presidente do Náutico justificou o interesse no retorno de Bryan por conta das características e da qualidade técnica do jogador. Como o lateral-direito André Krobel não vai permanecer no clube para o próximo ano, Bryan chegaria para disputar posição com o prata da casa Hereda, titular durante grande parte da temporada e que recentemente renovou contrato com o clube até o final de 2022.

“Bryan como atleta tem características extremamente interessantes. Por ser um meia de origem que foi adaptado a lateral e pela força física que tem se adaptou muito bem, tendo uma técnica refinada e alguns recursos de jogo incomuns a laterais, por exemplo apoiar em diagonal, não apenas até a linha de fundo, poucos laterais fazem isso. Agora, do jeito que o Náutico viu essas características, vários clubes viram”, destacou o vice-presidente alvirrubro.


FECHAR