publicidade
03/11/19
"Não foi o Sport que estamos acostumados a ver", aponta Willian Farias. Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem

Sport mantém ‘gordura’, mas prega recuperação contra o Coritiba

03 / nov
Publicado por Diego Borges em Notícias às 10:10

Dentro do G4 do Campeonato Brasileiro da Série B desde a 17ª rodada, o Sport voltou a soar o sinal de alerta após a derrota para o Guarani, na última rodada. Resultado que fez o técnico Guto Ferreira demonstrar alívio pela ‘gordura’ de pontos acumulados pelo Leão até então.

No entanto, apesar da vitória do Coritiba, adversário rubro-negro da próxima segunda-feira, os demais resultados da rodada acabaram favorecendo o Sport e evitando que a diferença para o quinto colocado, América-MG (que empatou em casa com a Ponte Preta), tivesse uma redução mais significativa.

Com 56 pontos, o Sport se manteve na vice-liderança, mas pode ver o risco de ultrapassagem aumentar em caso de derrota para o Coxa, que tem quatro pontos a menos. Porém, o Coelho mineiro reduziu apenas de nove para oito pontos a distância para o Leão.

Apesar da ameaça pela perda do posto no G4 ser bastante remota, o volante Willian Farias pede concentração para o time não perder fôlego na reta final da Série B, com seis jogos a disputar. “Nós estamos próximos do acesso e temos essa pequena gordurinha que não podemos deixar diminuir. A gente procura concentrar mais no nosso objetivo”, destacou o jogador.

Uma das maiores reclamações da torcida rubro-negra na derrota para o Guarani foi o desempenho apresentado pela equipe dentro de campo. Postura que Willian reconhece estar aquém da ideal, como o time vinha apresentando nos jogos anteriores.

“Não foi o Sport que nos estamos acostumados a ver, que o torcedor está acostumado a ver, ou que nós (jogadores) estamos acostumados a jogar”, e ressalta. “A mudança tem que ser ‘para ontem.’ Essa derrota tem que sair na transpiração. Ir lá (contra o Coritiba) e fazer um um jogo que o Sport está acostumado a fazer: para frente, jogo agudo e de forte marcação.”

VELHO CONHECIDO DO COXA

Cria da base do Coritiba, Willian Farias tem propriedade para falar sobre o adversário. “A minha família é de lá, todos são ‘coxas brancas’. Tenho um carinho imenso pelo clube, mas hoje defendo o escudo e as cores do Sport. Conheço bem o campo todo e o torcedor, que vai comparecer em grande número, mas procuro focar os nossos objetivos”, disse, antes de destacar o peso do confronto.

“Vai ser um jogo de seis pontos. É bem difícil jogar lá, ainda mais porque a equipe deles vem de uma sequência de resultados bons, mas a gente precisa procurar estar sempre estudando e acompanhando os jogos deles. Não que vá facilitar, mas estudando e concentrado as forças no Coritiba é o caminho para a vitória”, completou Willian Farias.


FECHAR