publicidade
15/10/19
Foto: Stringer / AFP
Foto: Stringer / AFP

Incidentes de racismo levam à demissão de presidente da Federação Búlgara

15 / out
Publicado por Luana Ponsoni em Futebol Internacional às 14:21

A federação búlgara de futebol anunciou, nesta terça-feira (15), que o presidente da entidade, Borislav Mihaylov, pediu demissão. O mandatário decidiu desistir do cargo depois das críticas do governo após os incidentes racistas proferidos pela torcida búlgara durante Bulgária x Inglaterra, pelas Eliminatórias para Eurocopa-2020.

“Hoje, o presidente da Federação Búlgara de Futebol, Borislav Mihaylov, apresentou sua demissão, que será entregue aos membros do comitê executivo durante a reunião de sexta-feira”, anunciou a federação em nota.

Parte do público presente no estádio Vasil-Levski, em Sófia, direcionou insultos racistas a três jogadores negros da Inglaterra, Tyrone Mings, Marcus Rashford e Raheem Sterling. Alguns torcedores também fizeram a saudação nazista.

REPREENSÃO

“É inadmissível que a Bulgária, um dos países mais tolerantes, seja associado ao racismo e à xenofobia, quando pessoas de etnias e religiões diferentes vivem aqui em paz”, escreveu em sua página no Facebook o  primeiro-ministro búlgaro, Boiko Borissov, horas depois da seleção de seu país ser goleada pela Inglaterra (6-0) nas eliminatórias para a Euro-2020.


FECHAR