publicidade
11/10/19
 Foto: Karim ABOU MERHI / AFP
Foto: Karim ABOU MERHI / AFP

ONU pede aumento nas medidas de proteção aos operários do Catar

11 / out
Publicado por Marcos Leandro em Notícias às 14:54

AFP

A ONU pediu nesta sexta-feira (11) um aumento nas medidas de proteção aos operários do Catar devido às altas temperaturas, após os problemas que surgiram no Mundial de atletismo disputado recentemente no país do Golfo. Com temperaturas de 40ºC registradas durante o dia, mais de 30ºC no fim de tarde e 75% de umidade no ar, o Mundial de atletismo viu um recorde de abandonos de atletas, apesar da programação noturna e da multiplicação de paradas para hidratação nas provas.

O Catar se prepara para acolher a Copa do Mundo de futebol de 2022 e mais de 26.000 operários estrangeiros participam na construção ou renovação dos oitos estádios previstos para a competição, apesar do calor e das condições denunciadas pelas organizações de defesa dos direitos humanos.

LEIA MAIS

> A magia de Messi chega ao Cirque du Soleil

> Venezuelano que trabalha no Recife como barbeiro se emociona com amistoso nos Aflitos

> Flamengo usa camisa “personalizada” por crianças carentes

Um relatório, publicado nesta sexta-feira e encomendado pelo Organização Internacional do Trabalho (OIT), agência das Nações Unidas, e o Ministério do Trabalho do Catar, apoia as medidas destinadas a mitigar os efeitos do calor para 4.000 operários de uma obra para a Copa do Mundo de 2022, incentivando outros empregadores a fazer o mesmo.

“Estamos trabalhando com o governo para incorporar as recomendações deste relatório em uma legislação aperfeiçoada e promover as boas
práticas identificadas”, afirmou Houtan Homayunpour, diretor da OIT no Catar.

Nos locais mais expostos, a atual lei do Catar prevê uma interrupção do trabalho entre às 11h30 e às 15h00 entre os meses de maio e
outubro.


FECHAR