publicidade
17/09/19
Atacante vive, no Sport, melhor ano da carreira em números. Foto: Anderson Stevens/Sport
Atacante vive, no Sport, melhor ano da carreira em números. Foto: Anderson Stevens/Sport

No Sport, Guilherme diz que vive melhor momento da carreira

17 / set
Publicado por Pedro Guilhermino em Notícias às 14:20

No Sport desde o início do ano, o atacante Guilherme chegou ao clube sendo bem conhecido pela torcida rubro-negra. O jogador de apenas 24 anos era conhecido por ser carrasco do Leão, o que aumentou a expectativa da torcida com sua chegada. Na temporada, o atacante já soma 12 gols e sete assistências. Para o atacante, este é o melhor momento de sua carreira. Veja a segunda parte da entrevista concedida pelo jogador ao repórter Antônio Gabriel, da Rádio Jornal.

CONFIRA

“É um fato que este é o melhor momento da minha carreira. Estou muito feliz. Jogando desde o começo do ano e isso é muito importante. Eu já buscava isso nos clubes anteriores, mas acabei não tendo muita sequência. Aqui no Sport eu venho jogando desde o começo do ano, em uma sequência como titular e venho dando conta do recado com 12 gols e sete assistências. Fico feliz por estar podendo ajudar e pretendo ser mais importante ainda fazendo gols nessa reta final da Série B para buscarmos o objetivo que é o acesso e o título”, afirmou o atacante.

Devido à alta expectativa criada pelo torcedor com a chegada de Guilherme, junto com as correspondências em suas atuações, o atacante conquistou a torcida do Sport e se tornando uma peça fundamental para a equipe. No entanto, jogador também destacou o reconhecimento do bom futebol por parte das torcidas adversárias.

“A torcida do Sport é muito presente nas redes sociais e também nas ruas. Eu tava no supermercado e tinha muita gente me abraçando, até do torcedor do rival que depois de me abraçar falou que era torcedor do Santa Cruz, mas que admirava meu futebol e isso me surpreendeu, porque é algo muito bacana e diferente que eu nunca tinha vivido. É muito legal. Quando eu cheguei, tiveram muitas brincadeiras sobre a questão de ser carrasco do Sport e eu respondi muito sobre isso. Está sendo muito legal e agora estou vivendo um momento especial”, destacou o camisa 11.

 

LEIA MAIS

> Sport disponibiliza ingressos promocionais para jogo contra América-MG

> Sport renova com goleiro Maílson até 2022

> Guilherme, atacante do Sport, fala sobre seu início no futebol

> Técnico do Sport diz que atletas estão comprometidos em evoluir na Série B

 

Em 2018, Guto Ferreira e Guilherme chegaram a trabalhar na mesma equipe. No entanto em momentos diferentes. O atacante saiu da Chapeconese três dias antes da oficialização do treinador por parte da equipe de Santa Catarina, adiando o primeiro contato entre ambos na mesma equipe. Para o atacante, a relação entre ele e a comissão técnica é muito boa e espera que esse bom convívio reflita em uma amizade duradoura.

“Uma comissão que tem tudo para ser meus amigos depois que pararmos de trabalhar. Acredito que tem tudo para ficar uma amizade. Guto demonstra ter um carinho especial por mim e são quatro caras que têm me ajudado muito aqui no Sport”, disse Guilherme.

Apesar de viver um bom momento dentro de campo desde quando chegou ao Sport, Guilherme revelou alguns problemas que encontrou assim que chegou ao clube no início do ano. Reflexo de problemas de gestão em temporadas anteriores, o Sport passava por uma forte crise financeira, com funcionários do clube com salários atrasados e passando por momentos delicados. O atacante falou para o repórter Antônio Gabriel, da Rádio Jornal que em uma conversa, o roupeiro Leguelé desabafou todos os seus problemas

“O Leguelé ficou marcado logo no meu terceiro ou quarto dia de clube. Estava naquela situação do ano passado de salários atrasados e eu bati um papo com ele, que eu não conhecia por ter poucos dias de clubes ainda. Eles (roupeiros) comentaram a situação e isso mexeu muito comigo. Eu queira ajudar os caras. Pelé (segurança do clube) me levou em uma casa que vende cestas básicas e o pessoal distribuiu para eles. O Leguelé veio e me abraçou. Desde o meu começo ele ficou marcado por essa situação. É uma relação muito boa tanto com ele quanto com o Marquinhos. Eles são sensacionais”, completou o atacante.


FECHAR