publicidade
15/09/19
Josa é um dos remanescentes da temporada 2018. Foto: Léo Lemos/Náutico
Josa é um dos remanescentes da temporada 2018. Foto: Léo Lemos/Náutico

Jogadores do Náutico em busca do primeiro título nacional da carreira

15 / set
Publicado por Fernando Castro em Náutico às 14:03

Na quarta temporada defendendo o Náutico, o volante Josa quer mais uma conquista pelo clube, dessa vez inédita: o título nacional. Logo após a vitória nos pênaltis sobre o Paysandu, que garantiu o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro, o capitão alvirrubro chorou copiosamente até o vestiário do time. Mesmo com o principal objetivo da temporada conquistado, Josa afirmou que os jogadores não vão relaxar e que a comemoração do acesso terminou na segunda-feira, quando o elenco ganhou folga após o dramático confronto.

“Minha maior vontade no ano passado era ter conseguido o acesso. Agora tivemos essa cereja no bolo. Esse ano veio com muito merecimento. Trabalhamos muito e conseguimos. Foi o meu primeiro acesso. É até difícil descreve tanta felicidade. Agora vamos correr atrás do título”, comentou o volante. “A euforia terminou na segunda, de 15h. Depois já começamos a treinar. Tivemos a reunião com a comissão e diretoria para ter foco total no jogo contra o Juventude”, completou Josa.

LEIA MAIS

> Advogado não crê em impugnação de Náutico x Paysandu pelo STJD

> STJD solicita à CBF não homologação do resultado de Náutico x Paysandu

>PM solicita mudança na data do jogo entre Náutico e Juventude, nos Aflitos

>Hereda celebra ascensão da base e volta por cima no Náutico

>Cinco jogadores desfalcam o Náutico contra o Juventude

MAIS NOVOS

O discurso do experiente Josa também é corroborado entre os jogadores mais novos do elenco. Na primeira temporada como profissional, o lateral-direito Hereda agarrou a primeira oportunidade, se firmou como titular do Náutico e, ao lado de Thiago, é um dos destaques da base alvirrubra. Depois de conquistar o primeiro acesso da carreira, o jogador agora quer o primeiro título como profissional. “Acredito que o principal objetivo era sim o acesso. Mas é passado. Agora a gente tem que pensar em ser campeão, jogo a jogo. Ganhar esse agora, porque é o que a gente quer, o que a gente almeja”, disse Hereda.


FECHAR