publicidade
14/09/19
Daniel Paulista é o técnico do Confiança. Foto: Divulgação
Daniel Paulista é o técnico do Confiança. Foto: Divulgação

Daniel Paulista exalta orgulho em levar Confiança à Série B

14 / set
Publicado por Karoline Albuquerque em Campeonato Brasileiro Série C às 16:19

Na última vez em que o Confiança esteve na Série B do Campeonato Brasileiro, o técnico Daniel Paulista tinha apenas dez anos de idade. Vinte e sete anos depois, foi sob o comando dele que o time sergipano voltou à Segunda Divisão nacional. A grande conquista do clube também é do treinador, que tem no acesso seu maior feito na iniciante carreira.

“Não tenha dúvida de que vai ficar marcado. Você fazer um trabalho do início, planejar, organizar do início ao fim, como tem sido aqui no Confiança. Nas dificuldades que se apresentam e conseguir o objetivo com certeza vai ficar marcado para sempre”, disse o técnico, em entrevista ao Blog do Torcedor e Jornal do Commercio.

LEIA MAIS:

>Advogado não crê em impugnação de Náutico x Paysandu pelo STJD

>STJD solicita à CBF não homologação do resultado de Náutico x Paysandu

Depois de ser auxiliar técnico do Sport, Daniel assumiu o time em duas oportunidades e depois treinou o Boa Esporte. Ele chegou ao Confiança no final do Estadual desta temporada. Inicialmente, a busca era pelo título, que escapou por pouco na segunda fase.

“Infelizmente não conseguimos. O grupo que havia sido montado infelizmente não estava respondendo. Quando acabou o estadual, a gente detectou que precisava ser feita uma reformulação grande em termos de jogadores”, lembrou Daniel.

Com uma folha 40% menor, ele montou o time para uma competição mais difícil. “Trabalhamos muito para que as coisas acontecessem, passo a passo. Primeiro para não cair, depois buscar a classificação e em seguida o acesso. Conseguimos atingir os objetivos”, comemorou.

Esta é, inclusive, a primeira vez em que o Confiança chega à Segunda Divisão pelo acesso dentro de campo, jogando futebol e “com méritos”, na visão de Daniel, algo que o deixa ainda mais orgulhoso. Quando o time proletário disputou anteriormente foi através de convite. “É um prazer muito grande levar o Confiança pela primeira vez à Série B”, emendou o treinador.

Ao analisar os outros três times que vão junto ao Confiança para a Segundona, Daniel Paulista é categórico: subiu quem jogou o melhor futebol durante a competição. Ele lembrou que no grupo do Nordeste, tanto seu time quanto Náutico e Sampaio Corrêa, adversário dos sergipanos na semifinal, lideraram o Grupo A em algum momento, com o crescimento do pernambucano no final do segundo turno.

Já o Juventude, único do Grupo B a subir. “Acho que passaram as quatro melhores equipes do campeonato, que jogaram o melhor futebol durante a competição. Acabou ficando as melhores”, reforçou.

O acesso já é passado. Com esse objetivo já garantido, fica agora o desejo pelo título da competição. Mas, Daniel Paulista não gosta de pensar tanto à frente. Afinal, o Sampaio Corrêa, adversário da chave, também deseja levar à taça para o Maranhão.

“A gente primeiro tem que pensar em passar o Sampaio. Fazer previsão do futuro é até deselegante pela força do adversário que temos na frente. Vamos tentar vencer esse grande oponente”, pontuou.


FECHAR