publicidade
25/08/19
Foto: Anderson Stevens/Sport
Foto: Anderson Stevens/Sport

Torcida convocada por jogadores e técnico do Sport para jogo contra o Atlético-GO

25 / ago
Publicado por Luana Ponsoni em Notícias às 14:18

O Sport começa a semana com foco totalmente voltado ao jogo contra o Atlético-GO, pela 19ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. No confronto direto desta terça-feira (27), às 21h30, na Ilha do Retiro, os rubro-negros poderão não só se consolidar no G-4, como também avançar ao terceiro posto da classificação. A posição é ocupada pelo time de Goiás, que tem os mesmos 30 pontos dos pernambucanos, em quarto, mas com uma vitória a mais (8×7). Conscientes da importância da partida, os jogadores e o técnico Guto Ferreira vêm fazendo apelo para que a torcida leonina compareça ao duelo e apoie a equipe.

LEIA MAIS

> “Gosto de derrota”, afirmam jogadores do Sport após empate contra a Ponte Preta

>Empate contra a Ponte Preta devolve Sport ao G-4

Os pedidos para que o torcedor vá ao estádio rubro-negro começaram assim que o Leão garantiu um ponto contra a Ponte Preta, em Campinas, no último sábado. O empate por 2×2 promoveu o retornou do Sport ao G-4. “A gente espera contar também com o apoio do nosso torcedor. Temos um jogo complicado e esperamos conseguir o resultado para nos manter na parte de cima da tabela”, disse o zagueiro Rafael Thyere.

O técnico Guto Ferreira também não esqueceu de clamar pelo apoio das arquibancadas. Mas alertou que o confronto com os goianos não será dos mais fáceis. Por esse motivo pediu paciência aos torcedores e apoio irrestrito no duelo. “Nossa torcida é importantíssima neste momento. É vir para apoiar, carregar o grupo. Vai ser um jogo difícil. A equipe do Atlético-GO é uma equipe que figura no G-4 já há várias rodadas. É uma equipe perigosa, matreira. Rápida pelos lados do campo e a nossa torcida tem de ter muita paciência para o tipo de jogo que vai ser. Para que a gente possa sair com os três pontos. Porque, se a nossa equipe não estiver respondendo, o que eu acho difícil, pela maneira que está se pensando hoje, peço que a torcida empurre a equipe. Empurra. Vem com tudo que a gente tem, a partir desse jogo, 10 dentro de casa. Pela pontuação que nós tempos, se vencermos esses 10, vamos a 60. Vamos depender de pouquinhos pontos nas demais partidas para comemorar o acesso em dezembro”, lembrou o comandante rubro-negro.

O Sport chega ao duelo contra o Dragão, na Ilha, após pequena maratona de dois jogos seguidos fora de casa. Com a vitória por 2×0 sobre o Vila Nova e o empate por 2×0 com a Macaca, o Leão teve como saldo quatro pontos conquistados e o G-4 assegurado nas duas últimas rodadas da Segundona. Ainda assim, o clima é de muita atenção e nenhuma acomodação na equipe rubro-negra.

“Eu acho que não estamos tranquilos. Podemos respirar porque estamos no G-4, mas a gente sabe que é um confronto direto (diante do Atlético-GO), contra uma equipe que também está lá em cima, brigando. Mas vamos contar com o apoio da nossa torcida, sabemos da nossa força dentro de casa. Agora vai virar o turno e as coisas vão começar a ficar ainda mais difíceis e não podemos errar”, afirmou o atacante Hernane Brocador.

DESFALQUES

Para a partida da 19ª rodada, o técnico Guto Ferreira ainda não espera poder contar com os laterais esquerdos Sander e Guilherme Lazaroni. O primeiro sofreu traumatismo craniano contra o Vila Nova e o segundo se recupera de torção no tornozelo direito. Satisfeito com Raul Prata, que atua improvisado na , Guto Ferreira deve mantê-lo na função. “Acho difícil contar com os dois. O Sander, se tiver condições, talvez a partir da partida contra o Oeste-SP. O Lazaroni é impossível. Não voltou a treinar da maneira que tem que se treinar. E a condição do Raul (Prata) me dá tranquilidade. Estou muito tranquilo”, concluiu.


FECHAR