publicidade
21/07/19
Leão encara o Cuiabá. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leão encara o Cuiabá. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Com maratona pela frente, Guto não descarta fazer rodízio no time do Sport

21 / jul
Publicado por Filipe Farias em Notícias às 9:47

Um dos principais pontos de lamentação do técnico Guto Ferreira desde que chegou ao Sport é que, no primeiro semestre, o time rubro-negro não teve muita sequência com dois jogos por semana para dar ritmo aos jogadores e obter uma melhor condição física dos atletas. Contudo, nessa retomada da Série B, o pedido do comandante leonino foi atendido. Até demais, por sinal. Isso porque o Leão terá pela frente quatro partidas em apenas 11 dias. Uma maratona que o treinador terá de administrar.

“Teremos de nos adaptar, até porque praticamente não fizemos jogos próximos um do outro. Não tivemos uma sequência. Então, vamos ter de ficar atentos aos comportamentos de como cada jogador sai da partida. Ser detalhista na parte da recuperação. E também, se necessário, adotar uma estratégia de fazer algum tipo de rodízio. Mas da maneira mais lúcida possível para passar por esses jogos e conseguir grandes resultados com as vitórias que a gente precisa”, comentou Guto Ferreira.

O primeiro desafio será contra o Brasil de Pelotas, amanhã, na Ilha do Retiro. Logo depois, os rubro-negros embarcam para o Sul do País para encarar o Paraná, na sexta-feira. Sem tempo para descanso, o Leão volta para o Recife para enfrentar o Guarani, no dia 29 (segunda). Por fim, um novo embate em casa: recebe o Coritiba no dia 1º de agosto, numa quinta-feira.

“Nesse período de intertemporada (paralisação da Série B para a disputa da Copa América) fizemos uma boa preparação para chegarmos nessa época (de jogos consecutivos) fortes fisicamente. Nessa maratona que teremos pela frente vamos ter de mudar os treinamentos. Vai ser jogar e descansar, mas acredito que vamos suportar bem fisicamente”, explicou o lateral-direito Norberto.

PLANEJAMENTO

Para que os jogadores rubro-negros suportem bem essa sequência, Guto Ferreira já traçou estratégias com toda a comissão técnica, envolvendo membros da preparação física, nutrição e fisiologia. “Teremos jogos que vamos ter dificuldades para encaixar a alimentação, principalmente nas viagens de volta. No pós-jogo, as refeições que são feitas são muito importantes para a recuperação dos atletas”, explicou Guto.

“Vamos ter horários que estaremos dentro do avião e teremos dificuldades na alimentação. Quinta-feira eu estava debatendo com a doutora Flávia (Carvalho, nutricionista), Inaldo (Freire, fisiologista) e Juninho (Valdir Júnior, preparador físico), junto com Gilberto (Lima, supervisor de futebol) e Lucas (Drubscky, executivo de futebol), pois estamos preocupados que maneira a gente teria um sono com qualidade e alimentação de qualidade junto com a viagem de volta. Por exemplo, ao retornar de Curitiba (do duelo contra o Paraná)… Porque voltamos no sábado e na segunda-feira já estamos em campo (contra o Guarani). Então, temos de ser minuciosos nesse planejamento”, concluiu o treinador.


FECHAR