publicidade
20/07/19
Foto: Léo Lemos/Náutico
Foto: Léo Lemos/Náutico

Vice-presidente do Náutico explica planejamento para montar elenco da temporada

20 / jul
Publicado por Fernando Castro em Náutico às 9:21

Com a recente oscilação do time e a inconstância na Série C, grande parte da torcida do Náutico não poupou críticas ao planejamento da diretoria alvirrubra. Principal responsável pelo futebol do clube, o vice-presidente Diógenes Braga minimizou a pressão, revelou que encara com naturalidade as críticas e fez questão de ressaltar e explicar a estratégia traçada para montar o elenco da temporada.

“O clube do tamanho do Náutico é se preocupar se não houver a crítica. O grande motivo é a ansiedade que existe em sair da Série C, que não é só da torcida, é nossa também. Não só no Náutico, mas no futebol brasileiro como um todo, existe uma cultura da montagem de um time para cada temporada. Então existe uma expectativa em cima das contratações, é sempre avaliado a quantidade”, comentou Diógenes.

Antes de começar a disputa da Série C, o Náutico contratou dez reforços e manteve 16 jogadores do ano passado. De acordo com o vice-presidente alvirrubro, a diretoria adotou para o início da temporada a estratégia de manter parte do elenco de 2018, diferente do que vinha acontecendo em anos anteriores, quando o plantel era montado praticamente do zero.

“Quando a gente iniciou esse ano, apostamos na manutenção da base do ano anterior, o nosso grande investimento não foi nas contratações, mas sim nas renovações. Isso foi uma quebra de paradigma e gerou uma expectativa como se não estivesse tomando atitudes. O investimento maior de qualificação do time seria para a reta final do time na Série C, para o principal objetivo do ano”, explicou.

Já com a Série C em disputa, o Náutico contratou mais dez jogadores. Diógenes Braga explicou que a chegada de reforços mais qualificados e consequentemente mais caros, como foi o caso do atacante Paulinho e do meia Jean Carlos, só foi possível graças ao planejamento do início do ano, com contratações pontuais.

“A gente tinha planejado que nesse momento conseguiríamos fazer investimentos mais altos, foi quando veio o Paulinho e o Jean Carlos. Mas naquele primeiro momento, direcionamos o investimento para a manutenção do time que tinha sido campeão pernambucano e chegado muito próximo do acesso. As críticas são naturais e quem se coloca na situação de ser dirigente de um grande clube tem que estar preparado, entender e trabalhar”, disse.

LEIA MAIS

Técnico faz testes no meio de campo do Náutico e pode promover estreia

Paulinho prega confiança no Náutico e relembra polêmica no Flamengo

Náutico não vai mais contratar para a disputa da Série C

CONTRATAÇÕES DO NÁUTICO NO ANO

Goleiro: Matheus Aurélio

Laterais: André Krobel, Wilian Simões e Erick Daltro

Zagueiros: Diego Silva e Fernando Lombardi

Volantes: Jhonnatan, Danilo Pires, Maylson

Meias: Fábio Matos, Jean Carlos, Jorge Henrique, Nahuel Cisneros* e Allan Patrick*

Atacantes: Matheus Carvalho, Álvaro, Jefferson Nem, Paulinho, Neto Pessôa, Tarcísio Martins*

*Não fazem mais parte do elenco do Náutico.

JOGADORES QUE O NÁUTICO MANTEVE DE 2018

Goleiros: Bruno* e Luiz Carlos

Laterais: Assis e Gabriel Araújo*

Zagueiros: Camutanga, Suéliton* e Rafael Ribeiro

Volantes: Josa, Jiménez e Luiz Henrique*

Atacantes: Rafael Oliveira, Rafael Assis, Wallace Pernambucano, Odilávio, Robinho* e Tharcysio*

*Não fazem mais parte do elenco do Náutico.


FECHAR