publicidade
15/07/19
Auxiliar técnico crê no potencial do ataque alvirrubro. Foto: Léo Lemos/Náutico
Auxiliar técnico crê no potencial do ataque alvirrubro. Foto: Léo Lemos/Náutico

Comissão técnica do Náutico elogia atacantes do elenco

15 / jul
Publicado por Klisman Gama em Náutico às 16:47

Com 10 atacantes disponíveis para o decorrer da Série C, o Náutico tem diversas formas diferentes de montar sua linha de frente. Nos últimos jogos, os escolhidos têm sido Wallace Pernambucano, Thiago, Neto Pessoa e Matheus Carvalho. Porém, há diversos outros que correm por fora e ainda mais dois que vivem a expectativa de estrear: Jefferson Nem e Paulinho. Jogadores de potencial reconhecido pela comissão técnica alvirrubra, e que devem acionados em breve.

LEIA MAIS

>> Auxiliar do Náutico fala de tática, elogia jogador e visa reta final da Série C

>> Mesmo com saída de jogadores, técnico do Náutico se mostra satisfeito com elenco

>> Em busca do jogo ‘perfeito’, Náutico enfrenta o Ferroviário no Ceará

“A gente já conhece o Jefferson nem desde nossa primeira passagem em 2015. Ele evoluiu muito e nos impressionou positivamente. É um atleta que nos dá variáveis dentro do sistema. Hoje, o Nem pode jogar por dentro e por fora no mesmo jogo, tudo dependendo do comportamento da equipe adversária. O Paulinho é um atleta que tem uma condição boa, qualidade, tem seu currículo dentro do futebol, e são atletas que estão nos auxiliando e agregando em qualidade. E até mesmo o Álvaro que chegou. São características diferentes. É bom que estão chegando mais atletas para nos auxiliar. A gente espera que quando esses atletas entrarem, possam nos dar a contribuição que a gente aguarda”, comentou Luciano Borges, auxiliar técnico do Náutico, em entrevista concedida ao repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal.

PRATA DA CASA

Lucianinho, como é conhecido, também avaliou o trabalho específico feito para desenvolver os atletas vindos da base do Náutico. Um exemplo deles é o atacante Thiago, de 18 anos. Um dos destaques do alvirrubro na temporada, com 30 jogos disputados e sete gols feitos. Ele tem sido bastante visado pela marcação adversária, que reduz os espaços e dificulta suas ações. Para isso, há as orientações para que ele crie novas alternativas e aumente o seu repertório de jogo, podendo evoluir ainda mais como jogador.  

“Em relação ao Thiago, a gente vem passando para ele orientações. Ele tem uma condição muito boa, de jogada individual, de um contra um, qualidade técnica, e a gente vai passando informações. Porque o adversário começa a perceber que ele está jogando de fora para dentro, e ele tem que diversificar um pouco mais para também jogar de dentro para fora. Aí são aspectos que no dia a dia a gente vai passando para o atleta assimilar”, finalizou o auxiliar técnico do Náutico.

OUÇA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA


FECHAR