publicidade
10/07/19
Depois de quase três anos, o volante Marcelo Mattos voltou a ser titular no Santa Cruz. Foto: Jota Santana/Santa Cruz
Depois de quase três anos, o volante Marcelo Mattos voltou a ser titular no Santa Cruz. Foto: Jota Santana/Santa Cruz

De titular ao sub-23: Santa Cruz foca no ritmo de jogo de Marcelo Mattos

10 / jul
Publicado por Davi Saboya em Notícias às 20:41

O Santa Cruz enfrenta o Athlético-PR, nesta quinta-feira, na Arena da Baixada, em partida válida pela última rodada da fase de grupos do Campeonato Brasileiro de Aspirantes. No time titular, uma peça que chegou com um misto de status e cautela ao Arruda. O volante Marcelo Mattos foi deslocado a equipe sub-23 para ganhar ritmo de jogo. Ele voltou a jogar uma partida como titular após quase três anos na derrota para o Ferroviário-CE na última sexta-feira. A última vez que sentiu essa experiência tinha sido no dia 16 de setembro de 2016 contra o Joinville, quando vestia a camisa do Vasco.

LEIA MAIS

Milton Mendes esboça Santa Cruz sem Bruno Ré e mais duas alterações

Patrick Vieira deixa Santa Cruz e encaminha ida para futebol árabe

“Aqui me sinto bem”, afirma meia Jailson sobre volta ao Santa Cruz

Santa Cruz consulta CBF sobre utilização de volante Kadu

Anderson garante ‘postura totalmente diferente’ do Santa Cruz

Com um contrato de produtividade, o cabeça de área campeão brasileiro desembarcou no Arruda depois de mais de dois anos se recuperando de uma grave lesão no joelho e cinco cirurgias. Quando voltou jogar em uma equipe principal, Marcelo Mattos sofreu muitas críticas por conta da falta de ritmo de jogo. Anteriormente, nesta ano, não chegou a disputar 45 minutos quando foi acionado duas vezes durante duas etapas finais por Vasco e Santa Cruz, respectivamente. O zagueiro Vitão também irá disputar a partida entre os aspirantes.

“A intenção dos atletas jogarem o sub-23 é pelo fato de poder ganhar ritmo de jogo. Cada vez mais entrando em um período de competição na Série C onde exige que todos fiquem prontos o mais rápido possível para jogo. Até porque se eles forem acionados, é necessário que estejam prontos. Então, Marcelo Mattos e Vitão, em comum acordo, devem jogar entre os aspirantes para ganhar ritmo”, afirmou o executivo coral Luciano Sorriso.

Nesta quinta-feira contra o Athletico-PR, o Santa Cruz encerra a participação no Campeonato Brasileiro de Aspirantes. A competição tem oito jogos na primeira fase, onde as equipes são divididas em duas chaves. A Cobra Coral está na última colocação do Grupo A.

“Warley e Elias são atletas da casa que estão sempre jogando no sub-23. Entendemos que estão no momento de serem lapidados. E isso só acontece em grandes jogos como esse contra o Athletico”, finalizou Sorriso.


FECHAR