publicidade
22/06/19
Foto: Léo Lemos/Náutico
Foto: Léo Lemos/Náutico

Capitão do Náutico cita equilíbrio contra o Santa Cruz e avalia gramado do Arruda

22 / jun
Publicado por Fernando Castro em Náutico às 8:06

Santa Cruz e Náutico se enfrentam pela quarta vez na temporada neste sábado e, com três empates até então, o equilíbrio tem sido a marca do clássico. Apesar de ter participado apenas do último confronto entre as equipes, pela primeira fase do Campeonato Pernambucano, o volante Josa, capitão alvirrubro, destacou o trabalho durante a semana para o Timbu tentar fazer diferente e conquistar a primeira vitória no Clássico das Emoções no ano.

“Clássico é sempre diferente. A gente se prepara durante a semana, mas chega na hora muda muita coisa, é muito do momento. Clássico se torna um ambiente diferente. O que tem que fazer diferente a gente vai fazer, trabalhamos situações durante a semana e a gente espera surpreender. Tenho certeza que vamos com as peças certas, o professor Dal Pozzo vai usar o que tem de melhor e com certeza vamos em busca da vitória”, comentou Josa.

Para o capitão do Náutico, no Clássico das Emoções deste sábado não tem favorito. “Clássico, né? Jogo diferente. A adrenalina vai estar à flor da pele. Durante a semana já é contagiante isso. Eles estão bem na competição, vêm de um período de invencibilidade, mas a gente vem evoluindo. Também estamos há alguns jogos sem perder. O clássico é sempre diferente”, disse.

LEIA MAIS

Milton Mendes e Gilmar Dal Pozzo voltam a duelar como técnicos de Santa Cruz e Náutico

”Os jogos tendem a ser equilibrados”, comenta zagueiro do Santa Cruz sobre clássico

Josa admite preocupação do Náutico com Pipico

GRAMADO DO ARRUDA

O gramado do Arruda tem sido um problema recorrente há algumas temporadas no Santa Cruz. Depois do duelo contra o Confiança, há quase duas semanas, a situação voltou a tona. Visualmente feio, com muita areia e algumas partes desgastadas, o gramado também se tornou assunto no Náutico. De acordo com Josa, o estado não é o ideal, mas o time terá que se adaptar o mais rápido possível.

“Nós atletas comentamos bastante durante a semana. Não fica um jogo legal, quando o gramado não está bom o jogo fica ruim também, então as vezes atrapalha, mas a gente vai ter que se adaptar o mais rápido possível para o gramado que tiver. Eu creio que não vai estar tão ruim assim, se colocaram o jogo lá é porque tem condições, então vamos preparados para qualquer tipo de gramado”, avaliou o capitão alvirrubro.


FECHAR