publicidade
22/06/19
Brasil fez jogo bastante intenso no primeiro tempo e fez belo gol com Firmino, aproveitando falha do goleiro. Foto: Miguel Schincariol/AFP
Brasil fez jogo bastante intenso no primeiro tempo e fez belo gol com Firmino, aproveitando falha do goleiro. Foto: Miguel Schincariol/AFP

Brasil goleia Peru por 5 a 0 e embala para mata-mata da Copa América

22 / jun
Publicado por Klisman Gama em Copa América às 18:01

Jogo da afirmação. Para recuperar a confiança e embalar rumo às quartas de final da Copa América. Jogando na Arena Corinthians, o Brasil goleou o Peru por 5 a 0 e melhorou a imagem deixada após o apático empate contra a Venezuela. Com duas mudanças promovidas no ataque, entrando Gabriel Jesus e Everton, o atleta do Grêmio foi quem melhor aproveitou. Teve grande atuação e mostrou que merece a titularidade para o decorrer da competição.

O Brasil passou como primeiro colocado do Grupo A e joga na próxima quinta-feira, às 21h30, na Arena do Grêmio. Agora aguarda o terceiro colocado que virá do Grupo B ou C. No outro duelo da chave brasileira, a Venezuela bateu a Bolívia por 3 a 1 e se classificou no segundo lugar.

O JOGO

Um primeiro tempo intenso. Os dez minutos iniciais tiveram disputas ríspidas e bastante vontade por parte das duas seleções. A impressão deixada era de que em algum momento, a qualidade técnica iria se sobrepor. E isso aconteceu logo aos 11 minutos de jogo. Em escanteio cobrado por Coutinho, a bola foi desviada na primeira trave. Casemiro tentou duas vezes para marcar. Mandou a primeira na trave e ela voltou para ele mesmo completar. Primeiro tento do volante com a camisa da Seleção.

Com o gol, o Peru arrefeceu seu ímpeto. A Canarinho manteve a pressão e ampliou aos 20, em falha clamorosa do goleiro Gallese. Ele foi rifar a bola e acertou Roberto Firmino. A bola bateu na trave e voltou para o atacante que, com frieza, driblou o arqueiro e ampliou. Os peruanos seguiram atônitos e deram mais brechas para o Brasil. Everton Cebolinha, um dos melhores em campo, carregou pela esquerda, limpou para o meio e bateu forte, no canto direito de Gallese.

Tendo o placar construído e a vitória em mãos, a Seleção Brasileira diminuiu um pouco o ritmo e permitiu que o Peru passasse a atacar. A melhor chance aconteceu com Trauco aos 43 minutos. O lateral do Flamengo invadiu a área e bateu forte, cruzado, para defesa de Alisson, que mandou para escanteio. Jogo de uma equipe só, onde o Brasil mandou na partida e foi amplamente superior.

SEGUNDO TEMPO

O Brasil manteve o ritmo da primeira etapa. Marcou a saída de jogo adversária, seguiu com um ataque bastante intenso e tendo como principal válvula de escape o atacante Everton Cebolinha pela esquerda. Contudo, o gol saiu do outro lado. Aos oito minutos, Daniel Alves fez bela jogada, tabelou com Firmino e bateu forte na saída do goleiro.

Com o placar consolidado, Tite passou a fazer testes na equipe, colocando aos poucos o lateral-esquerdo Alexsandro, o volante Allan e o atacante Willian. Eles entraram nas vagas de Filipe Luís, Casemiro e Coutinho, respectivamente. Willian, aos 44 minutos, ainda ampliou com um golaço de fora da área. Ele bateu de chapa e acertou o ângulo esquerdo de Gallese. Aos 48, Gabriel Jesus ainda perdeu um pênalti, que não fez falta no placar final.

Em uma partida que a confiança cresceu, a Seleção vai embalada para o mata-mata, em sua melhor atuação desde o fim da Copa do Mundo.

Ficha do jogo

Brasil

Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luís (Alexsandro); Casemiro (Alan), Arthur e Coutinho (Willian); Gabriel Jesus, Everton e Roberto Firmino. Técnico: Tite.

Peru

Gallese; Advíncula, Araujo, Abram e Trauco; Tapia, Yotún (Flores), Polo, Farfán e Cueva; Paolo Guerrero (Gonzáles). Técnico: Ricardo Gareca.

Local: Arena Corinthians, em São Paulo. Gols: Casemiro (11’ do 1ºT), Firmino (20’ do 1ºT), Everton (31’ do 1ºT), Daniel Alves (8’ do 2º T), Willian (44’ do 2ºT) (BRA). Cartões amarelos: Casemiro, Thiago Silva (BRA); Yotún, Advíncula (PER). Árbitro: Fernando Rapallini (ARG). Assistentes: Nicolas Gallo e Wilmar Navarro (ambos ARG).


FECHAR