publicidade
21/05/19
Foto: UEFA
Foto: UEFA

Associação Europeia de Clubes reafirma apoio à reforma da Champions

21 / maio
Publicado por Karoline Albuquerque em Futebol Internacional às 21:25

Da AFP – A Associação Europeia de Clubes de Futebol (ECA), que reuniu seu comitê executivo em São Petersburgo durante dois dias, afirmou novamente seu apoio “aos princípios de reforma” da Uefa para a Liga dos Campeões a partir de 2024, nesta terça-feira (21) em comunicado.

“Nossa convicção fundamental é que os clubes de todos os países europeus que são bons o suficiente para disputar regularmente competições europeias deveriam ter a oportunidade de fazê-lo”, escreveu a ECA.

LEIA MAIS:

Recuperado de lesão, Firmino volta a treinar no Liverpool após 20 dias

Após 14 anos, Brasileirão volta a ter mulher como árbitra na Série A

Argentina confirma Messi e Agüero na Copa América

“Acreditamos em um ecossistema do futebol em que se fomente que os jogos de qualidade possam ter lugar no cenário europeu em todos os níveis. Acreditamos em uma maior diversidade e uma maior estabilidade financeira entre as competições e na melhora da competitividade das equipes no mundo profissional”, completou a entidade, que conta com 232 clubes membros.

A confederação europeia apresentou na semana passada às Ligas um projeto de reforma de suas competições a partir de 2024. O ponto mais sensível é o caráter quase fechado da Champions, com 24 equipes se classificando diretamente de uma edição para a próxima, com apenas quatro vagas ficando acessíveis através dos campeonatos nacionais.

Com quatro grupos de oito equipes, o projeto da Uefa para 2024 permitirá multiplicar os jogos europeus.

“Aplaudimos e apoiamos os princípios da reforma da Uefa para que suas competições de clubes continuem crescendo e se posicionem como o melhor sistema de futebol do mundo. Nos comprometemos de maneira construtiva e ativa com a Uefa”, completou a ECA.

A maior parte dos campeonatos europeus se opõe à reforma. O presidente do Campeonato Espanhol, Javier Tebas, chegou a ameaçar a Uefa com ações judiciais caso sinta que seu campeonato foi prejudicado.

Os clubes alemães, entre eles o Bayern de Munique e o Borussia Dortmund, também se mostraram contrários à nova proposta. A ECA fará uma assembleia geral extraordinária em 6 e 7 de junho, em Malta.


FECHAR