publicidade
18/05/19
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Leston fica na bronca com arbitragem de Santa Cruz x Sampaio Corrêa

18 / maio
Publicado por Davi Saboya em Notícias às 21:25

Apesar de reconhecer a necessidade do Santa Cruz corrigir os erros, o técnico Leston Júnior não gostou de fato do desempenho do árbitro Alinor Silva da Paixão, do Mato Grosso. Na visão dele, os corais foram prejudicados no primeiro e terceiro gol, além do lance da expulsão do lateral-esquerdo Carlos Renato no último minuto do confronto. Há cinco partidas sem sentir o sabor da vitória, o comandante tem 48,88% de aproveitamento em 30 jogos.

“Um embate que existe a necessidade grande de vencer, você sofre gol de pênalti que não foi, pois a bola bateu na barriga do Carlos Renato. Depois no terceiro gol deles, o jogador domina com a mão. Isso sem falar do impedimento. No final, ainda teve o lance da falta e pênalti em cima do Carlos Renato. Dedé o derruba dentro da grande área. O juiz não marca e ainda expulsa”, desabafou.

LEIA MAIS

Santa Cruz marca três gols, mas vacila e empata com Sampaio Corrêa

Leston ressaltou o desempenho do setor ofensivo, no entanto, seguiu na bronca com o juiz do duelo. “Claro que isso não apaga os nossos erros. Lamentamos muito pelo fato de fazer três gols, em um jogo que precisávamos dessa agressividade, e ter sofrido os gols da forma que aconteceu. Um pênalti inexistente e uma falta, que também estava em posição irregular, no outro lance”, disse.

O técnico tricolor classificou como um problema nacional os erros com arbitragem. “Isso é uma falha do futebol brasileiro. Porque o árbitro pega o avião, volta para casa, e os profissionais que aqui trabalham arcam com o prejuízo. Agora temos que corrigir os erros e torcer para não sermos prejudicados”, comentou.

AMBIENTE

O comandante do Santa ainda frisou que o triunfo em cima do Sampaio Corrêa era um desejo comum para melhorar o clima no Arruda durante a próxima semana de trabalho. Ele reconheceu que o time tricolor precisa melhorar. Porém, justificou que nos últimos dias não teve tempo para treinar, ao contrário, do que terá antes de enfrentar o ABC pela 5ª rodada.

“Só a partir da próxima semana teremos mais tempo para trabalhar. Lamentamos essa derrota para poder ganhar mais tranquilidade. Numa sequência dessa, ninguém vai focar o erro da arbitragem”, finalizou.


FECHAR