publicidade
25/03/19
Foto: Anderson Stevens/Sport
Foto: Anderson Stevens/Sport

Sammir evitou criar expectativa pela estreia no Sport

25 / mar
Publicado por Karoline Albuquerque em Notícias às 21:26

Depois de dois meses esperando, o meia Sammir finalmente pode vestir a camisa do Sport dentro de uma partida oficial. O brasileiro naturalizado croata entrou no decorrer do segundo tempo da partida contra o Petrolina, pelas quartas de final do Campeonato Pernambucano. Após a vitória por 4×0 e a classificação para as semis, Sammir ressaltou não só a felicidade, mas também a responsabilidade que tem.

“Foi bom, não criei grande expectativa para a estreia, porque foram poucos minutos. Mas deu para sentir o calor da torcida, estou muito agradecido por isso. Logicamente, pelo resultado também. Nós treinamos muito durante a semana, sofremos juntos também e nada melhor do que um resultado largo para preparar para uma final”, comentou o rubro-negro.

LEIA MAIS:

Pablo Pardal e Elias renovam com o Sport. Adryelson ainda não

Sport: Guilherme passa bem após pancada na cabeça

Arquibancadas abrigam protestos em Pernambuco

Ao receber tantos elogios por parte dos companheiros de time, Sammir se vê com mais responsabilidade dentro de campo. Mas o atleta garante estar preparado. “Vim para cá para fazer o meu legado. Vou fazer de tudo para que esse ano seja bom para mim e para o Sport também. Que no ano que vem a gente possa estar na primeira divisão mais uma vez”, emendou.

O grupo do Leão é, para o meia, ainda mais motivação para continuar trabalhando. Por enxergar um plantel de qualidade, o croata afirma que a concorrência é grande e para garantir uma titularidade durante a temporada, é preciso trabalhar firme a cada dia.

Enquanto ainda está começando, o jogador tem conversado com o técnico Guto Ferreira, que afirmou contar com ele. Isso porque passou um mês machucado, um momento difícil para o rubro-negro.

“Cheguei são aqui, vale a pena dizer. Machuquei aqui, três semanas depois, nos treinamentos. Vai ser um processo. Minha genética é boa. Vou continuar trabalhando junto com o grupo forte e agora é continuar para que durante o ano a gente possa ter muitas alegrias aqui”, disse.

Por fim, Sammir agradeceu à torcida, que o ovacionou em campo. “Ninguém estava mais ansioso que eu para entrar, bater na bola em um jogo oficial, sentir o cheiro da grama e o calor da torcida também. Sentimento de gratidão ao Sport, primeiramente, e à torcida também”, completou.


FECHAR