publicidade
19/01/19
O treinador afirmou que a jogada que deu origem ao gol foi praticada com intensidade nos treinamentos. Foto: Diego Nigro/JC Imagem
O treinador afirmou que a jogada que deu origem ao gol foi praticada com intensidade nos treinamentos. Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Para técnico do Sport, gols do Flamengo-PE foram acidentais

19 / jan
Publicado por Maria Lua Ribeiro em Notícias às 21:08

O técnico do Sport, Milton Cruz, classificou os gols do Flamengo de Arcoverde como acidentais. O Leão começou ganhando quando o zagueiro Adryelson aproveitou uma cobrança de escanteio. Em seguida, o time da capital pernambucana cedeu o empate e a virada da Fera Sertaneja. O rubro-negro ainda diminuiu nos acréscimos, mas não evitou a derrota na Ilha do Retiro (3×2).

LEIA MAIS:

Magrão lamenta derrota do Sport, mas mantém foco

2019 começou e Náutico e Sport não podem vacilar

Ouça o segundo gol do Sport na voz do Maior Gol do Mundo

Sport perde para o Flamengo de Arcoverde na Ilha

Veja o duelo entre Sport x Flamengo-PE nas lentes do JC Imagem

“Tudo o que aconteceu é falta de jogo e entrosamento. Walber atuou pela primeira vez com Adryelson, assim como Maranhão e Pardal. O Ezequiel chegou agora, mas já vinha jogando. Então faltou comunicação, e foi uma infelicidade nossa com gols acidentais. Não foram jogadas criadas e essas coisas podemos corrigir”, afirmou Milton Cruz em entrevista coletiva concedida após o jogo.

Cruz analisou o jogo e lembrou que ele precisou de criatividade para montar o time que começaria jogando neste sábado (19). “Fomos pressionados nos primeiros dez ou quinze minutos, mas melhoramos. Ainda estamos em preparação. O pessoal que entrou hoje não estava nem previsto. Esperávamos segurar mais os jogadores com esse placar, para utilizar apenas em uma emergência. É o começo de trabalho, ninguém quer perder. Mas vamos em frente, e vem muita coisa boa. Espero que nos próximos jogos já possamos recuperar os três pontos que perdemos.

Cobrança

O treinador também mencionou a cobrança dos torcedores que compareceram à Ilha do Retiro. “Não podemos crucificar um ou outro (individualmente). Vamos conversar, dar tranquilidade. É o primeiro jogo. A camisa é pesada. Mas eles fizeram bons treinamentos. Vamos conversar com calma e dar confiança para que ele possa mostrar o futebol dele (Wálber) e por isso colocamos ele para jogar com Adryelson”.


FECHAR