publicidade
06/12/18
Jair é um dos jogadores que se destacaram e podem deixar o Sport.
Jair é um dos jogadores que se destacaram e podem deixar o Sport.

Sport: séria ameaça de perda de jogadores

06 / dez
Publicado por Wladmir Paulino em Notícias às 9:13

Por Filipe Farias, do Jornal do Commercio
Twitter: @_filipefarias

O Sport está correndo um risco iminente de perder de graça os seus principais jogadores. Isso porque, amanhã, o atual elenco rubro-negro vai completar quatro meses de salários atrasados. E, de acordo com o Artigo 31 da Lei nº 9.615 (Lei Pelé), o atleta pode acionar a Justiça e pedir a rescisão contratual, ficando livre para se transferir para qualquer clube. Nesse caso, o Leão não receberia nada.

A reportagem do Jornal do Commercio entrou em contato com três empresários que possuem atletas no Sport – preferiram não se identificar -, e eles se mostraram preocupados quanto à resolução dos débitos pelo fato de existir uma eleição no clube daqui a duas semanas. E não descartaram a possibilidade de buscar os direitos de seus agenciados na Justiça.

Para piorar, nomes como o do lateral-esquerdo Sander (vínculo com o Sport até junho de 2020), do zagueiro Adryelson (dezembro de 2019), do volante Jair (dezembro de 2019) e do atacante Mateus Gonçalves (maio de 2019) já estão na mira de outros clubes. Se não houver um acordo a curto prazo, o destino será a saída do Leão.

Os candidatos à presidência do Sport, Milton Bivar e Eduardo Carvalho, estão estarrecidos com a possibilidade de perder vários jogadores por falta de pagamento. “É uma realidade que vamos ter de enfrentar. Mas, se der tempo, vamos tentar conversar. Sendo que não podemos evitar que um cidadão ingresse na Justiça para cobrar o salário que lhe foi prometido ao ser contratado e não foi pago”, falou Carvalho.

Já o presidente campeão da Copa do Brasil de 2008 está bastante temeroso com essa situação financeira do Leão. “Era só o que faltava para culminar essa péssima gestão. Essa diretoria atual abandonar o clube. Permitir que os jogadores saiam a troco de banana. Seria um caso muito sério perder algum atleta por conta disso. Principalmente os que se destacaram, como Maílson e Adryelson, dois garotos da base e com futuro”, reclamou Milton.

Funcionários

De acordo com informações obtidas nos bastidores, o último salário recebido pelos funcionários do clube foi o do mês de setembro. Estão em aberto outubro, novembro (vence amanhã) e parte do 13º salário.

O vice-presidente do executivo, Gustavo Dubeux, falou dessa situação. “Os funcionários são prioridade número 1 porque ganham pouco e passam necessidades. E os atletas também porque são patrimônio do clube. Até o final do mês as receitas que estavam previstas deverão entrar. Espero que isso aconteça para deixar a situação tranquila para o próximo presidente”.


FECHAR