publicidade
08/11/18
Mais de 25 mil torcedores compareceram à Ilha do Retiro. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Mais de 25 mil torcedores compareceram à Ilha do Retiro. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Atacante do Sport elogia torcida: “não dava nem para escutar o apito do árbitro”

08 / nov
Publicado por Maria Lua Ribeiro em Notícias às 11:05

O Sport contou com um apoio fundamental na partida diante do Ceará. Apoio este que rendeu ao time a terceira vitória consecutiva na Série A do Campeonato Brasileiro, além da saída da zona de rebaixamento. A participação da torcida foi tão marcante, que em alguns momentos os atletas dos dois times não conseguiram escutar o apito do árbitro. Foi o que revelou o atacante leonino Mateus Gonçalves.

LEIA MAIS:

Atacante do Sport diz é preciso ter cabeça boa para sair do Z4

Patrocínio da Caixa Econômica com o Sport publicado no Diário Oficial da União

Meta no Sport vai além da manutenção, afirma técnico

Sport sai de campo sem sofrer gol após oito jogos

“Eu costumo falar que o torcedor é o 12º jogador. É muito importante, a Ilha estava linda, nos ajudou bastante até o último minuto, e não dava nem para escutar direito o apito do árbitro dentro de campo de tão inflamada que a torcida estava. Isso é motivador e muito bom”, disse Mateus Gonçalves em entrevista a Maciel Júnior, para o programa Fórum Esportivo, na Rádio Jornal. 

Vitória-BA

O próximo compromisso do Leão na Ilha do Retiro será diante do Vitória, e assim como foi no confronto com o Ceará, Mateus Gonçalves espera contar com o apoio do torcedor novamente. “Contra o Vitória esperamos contar com a torcida novamente, porque é mais um jogo muito importante. Serão dois seguidos na Ilha, porque depois temos o Flamengo, e depois dois fora de casa consecutivos também. Isso define a nossa vida no campeonato. A ideia é chegar no jogo do São Paulo e do Santos já livre e brigando pela Sul-Americana”, destacou.

Fluminense

O plantel comandado por Milton Mendes já iniciou os preparativos para o confronto com o Fluminense, que acontece no domingo (11), às 17h. “Eu costumo falar que são 11 contra 11. Não acredito muito em time reserva ou titular, mas a partida contra o Fluminense vai ser difícil. Vamos tentar pontuar, e se possível buscar os três pontos, que para nós vai ser muito importante. Espero que possamos fazer um bom jogo”, encerrou.


FECHAR