publicidade
11/10/18
Técnico leonino apontou as estratégias para tentar evitar a queda do Sport. Foto: Léo Motta/JC Imagem
Técnico leonino apontou as estratégias para tentar evitar a queda do Sport. Foto: Léo Motta/JC Imagem

Técnico do Sport valoriza equilíbrio entre emocional e técnica

11 / out
Publicado por Maria Lua Ribeiro em Notícias às 18:30

Apontado pelos próprios jogadores do Sport por ter levantado a autoestima do grupo e melhorado a confiança no trabalho, o técnico Milton Mendes afirmou que a preparação emocional em um time não é tudo para obter resultados positivos. Segundo ele, além do bom psicológico que o clube deve trabalhar com os atletas, o elenco também precisa de técnica e de alguém que os defenda caso algum erro aconteça.

LEIA MAIS:

Almoço com o elenco, vibração e estilo europeu: Michel Bastos elogia Milton Mendes

Técnico do Sport procurou ajuda para melhorar relação com jogadores

Buscando volta por cima, Michel Bastos fala do afastamento no Sport: “buscava o motivo”

Michel Bastos fala da nova fase no Sport: “mostrei que tinha condições de jogar”

“O emocional é importante, já falei isso várias vezes. Mas se fosse só o emocional, se trazia um psicólogo não se precisava de treinador. É muito importante o emocional ter uma parcela de contribuição, mas se não tiver o técnico. Há uma série de coisas que são lincadas ao psicológico, o jogador precisa de tranquilidade de jogar”, defendeu Milton Mendes, em entrevista para a Rádio Jornal. 

O treinador explicou a maneira de blindar os atletas das críticas com os erros dentro de campo. “Continuar dizendo para eles, ‘tentem que a responsabilidade é minha. Façam que a responsabilidade é minha’. E depois que eles errarem e você chega numa entrevista, numa televisão e defendo os jogadores”, ressaltou.

Com isso, o treinador acredita que a confiança aumenta. “Dessa forma eles entendem que podem tentar, e vai ter alguém para defender. Ninguém faz nada se não tiver um respaldo de alguém. O cara pensa: a torcida vai pegar no pé se eu errar um passe, se eu errar uma jogada. Essa é a segurança que o jogador precisa, a tranquilidade de tentar e errar até o momento. Lógico que nós precisamos ter o equilíbrio de quanto menos errar melhor”, concluiu. O próximo compromisso do Leão é no domingo, às 19h, diante do Atlético-PR.


FECHAR